A APSL no contexto dos acontecimentos

Fórum da raça

Moderador: Filipe Graciosa

Responder
Mensagem
Autor
PSL
Ajudante de Monitor de Equitação
Mensagens: 75
Registado: segunda abr 07, 2008 5:23 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#136 Mensagem por PSL » sábado mai 22, 2010 12:46 am

Eis a última jogada do nosso rei, um convite da nobreza dirigido à plebe, de acesso a poucos, como convém a um rei que cultiva a oligarquia.

Atenção ao conceito implícito, pois trata-se efectivamente no exercício de um domínio de um grupo, neste caso de amigos, no atendimento dos seus próprios interesses em detrimento dos interesses das massas.

Que história é esta de um convite dirigido a poucos para uma deslocação a Papalva?

Ir no dia 27, depois de almoço, tomar um drink da casa, e ouvir um recital de palavrões, proferidos com sentimento, constitui a melhor forma de cativar apoios para a continuação.

Verdadeiramente que me custa assistir a esta deprimente forma de fazer política. Dá-se importância de uma forma ostensivamente propositada, e ganha-se a boa graça de muitos daqueles que criticavam.

Será que ninguém se apercebe que estas manobras tem a assinatura do pequeno Ferrão às Costas. São manobras típicas para ganhar as boas graças, e assim, permitir mais uns anos de manutenção desta triste forma de atender aos interesses exclusivos de uma minoria.

O mais que tudo dá pontos às éguas, e semeia sorrisos e maledicência em relação aos juízes. O rei convida para sua casa, como sinónimo de um grande privilégio, apenas acessível a alguns.

Como o português é vaidoso! Entra de imediato nesta onda gigante de vaidade e fantasia, assumindo que ganhou um amigo, que no fundo os despreza, pois acha-os incultos e broncos, mas… dão votos!!!

Esta é a Escola do pequeno Ferrão às Costas… cuidado, pois o capote é o cinismo e a espada a astúcia.

ABC
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 50
Registado: quarta set 17, 2008 9:47 am

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#137 Mensagem por ABC » domingo mai 23, 2010 9:40 am

É seguro dizer que o modelo e andamentos, e as pontuações de reprodutores, constituem um formato de instrumentalização do poder por parte das sucessivas Direcções que tem passado pela LSPA.

No vértice deste poder estão os juízes, que num lugar onde prevalecesse a competência e seriedade, nunca seriam juízes!

Em primeiro lugar considero degradante o formato de selecção e aprendizagem deste grupo, que seguramente entende a formação da mesma maneira que o aprendizado do caixa dos Hipermercados. Reparem se não é exactamente o mesmo formato, o caixa mais velho, no local do exercício da actividade, ensina ao iniciado a forma de obter o melhor desempenho com a caixa registadora. Um bom desempenho assegurará uma caixa registadora legitimamente cheia! Mas nos hipermercados há uma inovação importante, existe uma câmara de filmar, não vá o diabo andar à solta, e a tentação se elevar à razão.

Direcção e juízes apesar de aparentarem o contrário, vivem o seu dia-a-dia num regime de troca de favores. A Direcção torna-se permissiva, adoptando perante a opinião pública um discurso de separação de poderes, aproveitando a deixa para aparentemente e convenientemente lançar críticas aos juízes. Em troca de um estado verdadeiramente desregrado, os juízes concedem boas pontuações e prémios em Festivais e concursos aos seus bem feitores.

A fórmula é antiga e faz-me lembrar um jogo Benfica-Sporting de há muitos anos atrás, em que na minha ingenuidade, pensava que dentro portas e em privado os jogadores também cultivavam a rivalidade subjacente ao jogo. Puro engano, lá dentro bebiam copos e confraternizavam como se tratassem de amigos de longa data, cá fora, o povo esgatanhava-se em conflito.

Se fizerem uma leitura atenta dos resultados da Expo-Égua vão facilmente perceber quem será o candidato oficial às eleições da LSPA.

Juízes e poder são uma realidade única. Por isso lá continuam, e nunca, mas nunca, vão implementar a incompatibilidade entre a actividade de juiz e criador.

Se alguém algum dia o fizer, desconfiem, pois podemos finalmente estar perante alguém verdadeiramente sério. No entanto, devo dizer, que até lá, vão-nos continuar a atirar com areia para os olhos, eternizando o conto do parvo e do esperto!

bebediabolico
Sela 01
Mensagens: 36
Registado: quarta mar 24, 2010 3:35 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#138 Mensagem por bebediabolico » segunda mai 24, 2010 12:33 pm

Bom dia.

A coudelaria de Santa Margarida foi a grande vencedora de mais uma edição dos Globos de Ouro... peço perdão, da Expoégua!
Com tanto espectáculo de Glamour neste fim-de-semana, confesso que fico um pouco baralhado!

Mas voltemos aos Lusitanos de Trela...

Depois de há dois ou três anos, ter uma postura pouco simpática para a nosso querido clube da amizade, o facto é que não se conseguiu aguentar e demorou a vender os seus queridos cavalos de trela!

Mas, "o bom filho à casa torna" e esta moderna coudelaria portuguesa que já percebeu que, se não beijar a mão aos padrinhos não ganha, e consecutivamente não vende, voltou a fazer o brilharete de ganhar o que havia para ganhar na Expoégua!

Brilhante, arrebatador e CREDÍVEL!

Mas o que poderá ele fazer?

Terá alternativa uma coudelaria, onde pouco ou nada funciona?

Pelo menos não perde tudo e garante o consolo de ver os seus animais ganhar à trela!

Um presente envenenado ao que será, muito provavelmente, o novo presidente da SPLA!
Aquele que garante que tudo mudará, mas que no fundo vai ficar na mesma!

Cps.

ameixa
Mensagens: 1
Registado: quinta mai 27, 2010 11:17 am

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#139 Mensagem por ameixa » quinta mai 27, 2010 4:50 pm

Boa tarde.

Emito este comentário na qualidade de apaixonado pelo PSL. Monto diariamente e preocupo-me em manter felizes os cavalos que tanto prazer me proporcionam.

Se por um lado considero ter uma relação estreita com o PSL, por outro lado sou absolutamente “outsider” da APSL, desconhecendo absolutamente os seus bastidores.

Como utilizador do PSL, mais do que uma vez visitei e comprei cavalos a criadores sócios da APSL.

Lamento o facto de, boa parte das casas por onde passei, recorrer à denegrição de coudelarias concorrentes para valorizar os seus produtos. Esta cultura, se pontualmente pode ajudar a vender um cavalo, a prazo contribui para a desvalorização de toda a raça.

O comentário do Sr. bebediabolico confirma a deficiência como encaramos a concorrência. Esta deficiência impossibilita a gestão saudável de qualquer Associação…

A coudelaria de Santa Margarida tem com certeza produtos melhores e produtos piores, como acontece em todas as coudelarias. Mas tem o inequívoco mérito de investir em condições de criação e treino que levam à melhor selecção dos seus cavalos.

O papel duma associação é pôr todas as coudelarias no mesmo saco e estimular, promover e dar condições para que cada uma possa melhorar a sua selecção. A impossibilidade de convivência entre associados impossibilita este objectivo e contribui para a desvalorização da raça. Em conjunto com a falta de transparência nas acções de pontuação de cavalos, tão mencionados neste tópico.

Parece-me muito importante que não haja acumulação de funções de juiz com criador ou negociante (o que é difícil porque quem mais percebe de cavalos é criador ou cavaleiro e ambos estão habitualmente ligados ao comércio de cavalos).

Parece-me também importante que a selecção dos lusitanos não se defina por modelos importados, bem adaptados a raças seleccionadas para modalidades específicas de desporto. Por um lado porque a diferença do lusitano deve-se em grande parte à selecção pelo toureio. Por outro lado porque a modalidade desportiva onde o Lusitano inequivocamente se sobrepõe às demais é a equitação de trabalho. Se os cavalos que melhor se adaptam a estas duas modalidades forem desvalorizados (nas pontuações atribuídas) ou retirados da selecção, estaremos seguramente a delapidar a herança deixada pelo trabalho de gerações. Esta atenção é naturalmente compatível com a valorização do Lusitano de dressage conforme acontece actualmente.

Para terminar quero felicitar os responsáveis do Fórum Cavalonet e os participantes que tão eficientemente têm contribuído para a minha informação relativamente à condução da raça e à sua polémica.

Tamão
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 51
Registado: domingo ago 02, 2009 12:40 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#140 Mensagem por Tamão » quinta mai 27, 2010 8:12 pm

Mais uma boa contribuição a este debate. Um belo comentário: simples, claro e objectivo, próprio de que está com o Nosso Cavalo, mas por cima da polémica.
Parabéns amigo/a ameixa. Continue por cá.

bebediabolico
Sela 01
Mensagens: 36
Registado: quarta mar 24, 2010 3:35 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#141 Mensagem por bebediabolico » sexta mai 28, 2010 2:27 pm

Boa tarde.

Caro Sr. Ameixa, seja bem vindo a este Fórum.

O seu contributo é bastante válido, até porque me deu a ideia de ser com bons conhecimentos desta raça, que tantas paixões arrebata - o nosso Puro Sangue Lusitano.

Apenas quero esclarecer que não tenho ponta de inveja de uma coudelaria como a de Santa Margarida, porque reafirmo aquilo que disse... POUCO OU NADA FUNCIONA!

Senão é apenas uma questão de nos trazer a este fórum exemplos concretos, que eu oportunamente contribuirei com as informações de que disponho para afirmar o que estou a afirmar, não é gratuitamente que o digo!

E só mais uma pergunta, se esta coudelaria dispõe das condições técnicas para elevar os seus produtos, porque é que não aparecem?

Cps.

ABC
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 50
Registado: quarta set 17, 2008 9:47 am

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#142 Mensagem por ABC » sexta mai 28, 2010 11:48 pm

Há atitudes que só podem conduzir à frase, “cada um tem o que merece”.

Neste caso falo da generalidade dos criadores do cavalo Lusitano, que em tertúlia são os maiores carrascos do sistema, com palavras de ordem que muitas vezes superam a razoabilidade. No entanto a sua postura muda radicalmente quando são oficialmente ou presencialmente confrontados com as questões. Aí tudo muda, pois há que não ferir susceptibilidades! Há que não ser catalogado como oposicionista! Há que não entrar no grupo dos polémicos! Como é que querem mudar uma realidade para a qual não dão um pingo de contributo?

Será que estão à espera que a mudança lhes caia do céu através da postura de uma dúzia de esquizofrénicos que dão reiteradamente a cara para a mudança? Esse nome simpático também não lhes caiu do céu facilmente, tiveram de trabalhar para ganhar esse estatuto.

Caros amigos, as atitudes não devem ser impostas, antes devem decorrer da opção do próprio. Todos têm uma palavra a dizer, quer sejam sócios ou não sócios. E digo-vos que um discurso coerente e racional, no actual panorama de desnorte, assemelha-se a uma flor no meio da floresta queimada.

Discutam os assuntos com profundidade, de uma forma educada, e sobretudo respeitem a diferença de opiniões, pois sempre foi da diferença que partiu o desenvolvimento da humanidade.

Fico siderado com posturas de eterno apaziguamento. O que pretendem com esta postura? Qual é o objectivo?

Este repto lançado pelo bebediabolico revela arrojo e frontalidade na discussão de um tema. Perante esta postura logo surge gente que tenta puxar o tema para o campo da mesquinhez, neste caso a inveja. Pergunto: porque não pode o bebediabolico expor a sua opinião, sem que esta assuma um ataque à coudelaria em questão ou recaia a mesma para o fundamento da inveja?

Joguem argumentos, mas façam-no de uma forma higiénica.

Por mim lanço uma pergunta ao bebediabolico, relativamente ao garanhão número 1 da coudelaria em questão, o Spartacus. Considera-o um animal funcional?

FLITS
Iniciado
Mensagens: 16
Registado: sábado dez 13, 2008 10:02 am

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#143 Mensagem por FLITS » sábado mai 29, 2010 6:59 pm

Com o devido respeito por todos aqueles que defendem o Spartacus e antes de o bebediabólico dar a sua resposta manifesto a minha opinião sobre o referido cavalo:

Em relação à sua funcionalidade na minha opinião o mesmo está muito longe de ser um cavalo funcional, pois o mesmo é um cavalo com ângulos muito maus e principalmente não se articula bem, devemos reparar que o mesmo nos posteriores articula-se mais com as ancas do que com os corvilhões e sempre com a dificuldade de reunir-se e meter os posteriores debaixo da massa.

O que me parece é que é um cavalo com muita moral e que pode ter boa cabeça, mas melhores que o Spartacus existem muitos mas mesmo muitos.

G.H.O.S.T.
Sela 01
Mensagens: 38
Registado: segunda mar 08, 2010 8:24 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#144 Mensagem por G.H.O.S.T. » domingo mai 30, 2010 2:58 pm

Caros forenses, em especial Sr Diabólico.

O que disse tem toda a verdade e a minha inteira concordância, mas muito cuidado, isto é um fórum de utilidade publica, não comente somente o Spartacus quando há por ai mais de 50% de medalhados inúteis.

O querido e afamado Spartacus pelos menos fez critérios de 4 e 5 anos e dá filhos muitos bons para passear na pista a mão claro.

Para bem do esclarecimento geral o Spartacus não é o único, há mais. Ou comenta todos ou não comenta nenhum. De acordo?

Cps

ABC
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 50
Registado: quarta set 17, 2008 9:47 am

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#145 Mensagem por ABC » domingo mai 30, 2010 10:56 pm

Caro GHOST,

Um fórum de utilidade pública pressupõe a participação de todos. Acho que deve passar a haver uma postura mais descontraída e tolerante, pois por aqui comenta-se o que se entende.

É natural que o Spartacus viesse à baila, afinal estava-se a falar da sua coudelaria.

Efectivamente há muito mais cavalos. Permita-me então, que o convide a comentar outro registo, neste caso o Rico. Há que ser eclético no objecto dos comentários!

Restrições sim, mas apenas à intolerância.

Há que centrar as atenções em matérias de facto, e perceber que as críticas ou apontamentos que por aqui vão sendo deixados, devem ser orientados numa óptica de debate regrado, e sempre fundamentado.

Só nesta postura se conseguirá aglutinar mais pessoas à volta deste fórum! Mais pessoas, diferentes perspectivas, opiniões contrárias, no fundo a essência de uma cultura democrática.

Muito importante: fui eu que convidei o bebediabolico a comentar o Spartacus, o que motivou um comentário de outro forense (o FLITS - que legitimamente deixou o seu comentário).

Os meus cumprimentos,
ABC

liandro
Sela 01
Mensagens: 28
Registado: terça fev 02, 2010 12:24 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#146 Mensagem por liandro » segunda mai 31, 2010 2:06 pm

PSL Escreveu:Eis a última jogada do nosso rei, um convite da nobreza dirigido à plebe, de acesso a poucos, como convém a um rei que cultiva a oligarquia.

Ir no dia 27, depois de almoço, tomar um drink da casa,
Sr. PSL

Tenho lido com atenção os seus argumentos e posições tomadas.

Pelas sua intervenções no FÓRUM, vê-se que além de grande conhecedor de cavalos, é uma pessoa que está dentro e conhece o SISTEMA.

O convite da nobreza do dia 27, sempre se realizou?... Que posições ou resoluções foram tomadas em relação À APSL?.... e ao cavalo lusitano.

G.H.O.S.T.
Sela 01
Mensagens: 38
Registado: segunda mar 08, 2010 8:24 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#147 Mensagem por G.H.O.S.T. » terça jun 01, 2010 8:33 pm

Olá,
Como me foi falado aqui deixo a minha opinião sobre o Rico. Não achando um cavalo morfologicamente bem feito nem dentro do padrão da raça, mas com uma funcionalidade fantástica e já há provas disso. Filhos?? Ainda não vi nem bons nem maus. Talvez este ano em cascais possa aparecer algum.

R- Kazan por exemplo. Alguém sabe dele?? Que fez que faz e que filhos deu??
Cps

bebediabolico
Sela 01
Mensagens: 36
Registado: quarta mar 24, 2010 3:35 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#148 Mensagem por bebediabolico » quarta jun 02, 2010 3:31 pm

Boa tarde.

Quero começar por pedir as minhas desculpas em apresentar esta resposta tão tardiamente, mas de facto, não tive hipóteses de responder antes...

Na imposição generalista - e por isso mesmo nem sempre justa de ter que situar entre o simplicidade de um SIM ou de um NÃO - de facto, NÃO CONSIDERO O SPARTACUS um cavalo FUNCIONAL!

Pelo simples facto de considerar os seus andamentos limitados e inadequados à funcionalidade de um cavalo de sela.

Para mim, este garanhão é um trotador com imenso "swing" - como agora é moda dizer - e ao que parece, também tem óptima cabeça, uma estatura e um bom talhe talhe... mas, está longe de ser um cavalo funcional, daqueles que são capazes de acelerar e parar rapidamente!
O Spartacus não possui um rim que lhe permita uma entrada mais eficaz dos posteriores que já de si não são famosos -são "fora da massa" e os curvilhões estão longe do óptimo - e também lhe desconheço uma mobilidade lateral que lhe permita encurvações (à esquerda e à direita) verdadeiramente notáveis.

Para mim é um cavalo que percorre imenso espaço no trote, mas no passo e sobretudo, no galope os resultados ficam aquem das expectativas! E se bem se lembram o NOSSO CAVALO SEMPRE FOI UM GALOPADOR E NÃO UM TROTADOR!

Por ser o trote o que de facto mais se valoriza num concurso de Modelo e Andamentos, o Spartacus atingiu aí, na relva dos festivais, uma reputação de imbatível! Mas, naquilo que interessa realmente - que são os resultados montado e com concorrência à altura - a verdade é que não se tem destacado para a fama que possui e as expectativas que em seu torno se criaram!

Um conselho: para quem queira fazer cavalos de trela e coleccionar medalhinhas para mostrar às visitas, invista neste garanhão (a prova é que a sua descendência continua a ganhar os concursos), mas quem deseje ter cavalos funcionais, não se deixe enganar com este ou qualquer outro garanhão que seja promovido pelos iluminados da raça num qualquer recinto dos concursos de Modelos e Andamentos.

Avaliem os cavalos pelos resultados montados!
Isso é que define o VALOR de um animal e a sua funcionalidade, não é um ou outro aspecto em que são mais fortes. Tem que ser o conjunto que é bom e não um aspecto mais forte!
Não são as fitas, medalhas, rosetas ou taças que ganham a desfilar com imenso Glamour, que definem a funcionalidade dos cavalos!

Não podemos continuar a valorizar MISSES!

Cps.

G.H.O.S.T.
Sela 01
Mensagens: 38
Registado: segunda mar 08, 2010 8:24 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#149 Mensagem por G.H.O.S.T. » sábado jun 05, 2010 9:57 am

Muito bem caro Bebediabolico.

Muito claro, muito preciso e muitíssimo acertado nas definições que fez ao cavalo em questão.

cump.

bebediabolico
Sela 01
Mensagens: 36
Registado: quarta mar 24, 2010 3:35 pm

Re: A APSL no contexto dos acontecimentos

#150 Mensagem por bebediabolico » sábado jun 05, 2010 11:39 am

Bom dia.

Esta edição do festival do Lusitano está a ser uma coisa fúnebre!

Desde poucos animais em concurso (cerca de 150 inscritos), a classes de apenas dois ou quatro animais... o que está mesmo a dar é dar medalhas a tudo quanto é da coudelaria de Santa Margarida!

É que num momento tão delicado da SPLA é mesmo necessário convencer (dando medalhas) aquele que se quer que seja o próximo Presidente - na versão da continuidade à actual linha desta direcção!

Pobre Lusitano!

cps.

Responder

Voltar para “Puro Sangue Lusitano”