Carta Aberta aos Criadores do Cavalo Lusitano

Fórum da raça

Moderador: Filipe Graciosa

Mensagem
Autor
Luís Pidwell
Mensagens: 1
Registado: sexta abr 04, 2008 12:57 am

Carta Aberta aos Criadores do Cavalo Lusitano

#1 Mensagem por Luís Pidwell » sexta abr 04, 2008 1:02 am

Dirijo-me a todos os criadores do Cavalo Lusitano, com o propósito único de salvaguardar a preservação da Raça que criamos.

Os escândalos, “guerras” e atropelos que estão na ordem do dia, bem como o descrédito subjacente que atinge pessoas e instituições, são factores negativos para todos nós criadores, empenhados no desenvolvimento e protecção do Cavalo Lusitano, como Raça Cavalar de elite.

Curiosamente o escândalo estoira quando o movimento contra o PSL já vai avançado e assim constatamos que aquilo que alguns praticaram clandestinamente, atropelando as leis vigentes, outros projectam levar a cabo mudando o quadro legal através das instituições.

Objectivando, refiro-me ao movimento internacional que está a ser desenvolvido em Portugal, Espanha e Brasil, que pode levar no limite, à destruição das Raças PSL e PRE através do cruzamento com cavalos de desporto de outras raças e origens.

Paradoxalmente este programa já tem seguidores, desde oportunistas, criadores e até dirigentes Associativos.

Para além das características morfológicas, tipo de andamentos e psiquismo muito especial, o que mais caracteriza e valoriza o cavalo PSL é a sua POLIVALÊNCIA. O seu factor genético determina a existência destas qualidades, que parecem ser ancestrais e devem ser preservadas.

CRUZAR É DILUIR. Os produtos resultantes são bastardos que perderam 50% das boas características e adquiriram outro tanto de sabe-se lá o quê!

Hoje, para os amantes e utilizadores do PSL, quando este se classifica entre os primeiros de qualquer prova desportiva, isto é um feito que motiva e estimula. Amanhã, quando um bastardo cruzado se classificar, é mais um entre a multidão dos cruzados deste mundo.

Os criadores de PSL não se devem deixar iludir, porque enquanto criarem cavalos PSL não terão concorrentes e estarão a criar uma Raça em percurso ascensional, admirada e apreciada por muitos e observada com curiosidade e interesse por outros. Quando decidirem criar cruzados, verão quanto custa entrar no anonimato e no desinteresse dos compradores/utilizadores, pela banalidade e pouca qualidade dos produtos, incapazes de competir com as raças de desporto já estabelecidas e com créditos firmados há longos anos.

Não se esqueçam também os criadores de PSL que se por absurdo houvesse uma adesão significativa a este projecto, muitas das nossas melhores éguas PSL tornar-se-iam produtoras de cruzados os quais iriam ocupar no mercado o lugar do PSL, diminuindo o seu número e o seu protagonismo no mundo equestre pondo eventualmente em risco a sobrevivência da raça.

O projecto que tenho em mente pretende em primeiro lugar, impedir que a actual associação (APSL) possa alguma vez viabilizar no seu seio a criação de cavalos cruzados, formalizando um outro Stud – Book.

Em segundo lugar pretende propor e ver aprovado um modelo moderno, eficaz e coerente para o Regulamento Genealógico da Raça, tendo em vista o seu melhoramento efectivo e tanto quanto possível mais rápido.

Para a concretização do projecto anunciado, torna-se necessária a UNIÃO DOS CRIADORES motivados e determinados a prosseguir sem desvios a orientação até hoje mantida pela maioria, recusando praticar qualquer tipo de cruzamentos genéticos.

OS QUE CONCORDAREM COMIGO E ESTIVEREM DISPONÍVEIS PARA PARTICIPAR NESTE PROJECTO, CONTACTEM-ME POR FAVÔR ATRAVE´S DOS MEIOS ABAIXO INDICADOS


Sernadinha, 22 de Março de 2008

Luís Pidwell
Coudelaria de Santa Margarida

Contactos: coudelariasantamargarida@iol.pt e Fax 269597515

Imagem

CV
Sela 01
Mensagens: 45
Registado: quinta mar 06, 2008 8:48 pm

Cavalo Lusitano Cruzado de Desporto - uma realidade

#2 Mensagem por CV » sexta abr 04, 2008 3:45 pm

Cavalo Lusitano Cruzado de Desporto

É uma realidade que já nasceu, por muito mal vista que pareça à maioria dos associados da APSL vão ter de conviver com ela (com toda a certeza fora alçada da APSL - claro está). A comparação pode parecer absurda em termos de escala e importância, mas aconteceu o mesmo na génese da União Europeia – hoje é uma realidade bem presente no nosso quotidiano.

Apenas se pretende a coexistência pacífica, baseada em principios de sinergia, dos dois Livros. O do Lusitano (raça fechada) e o do Lusitano de Desporto (raça aberta).

Na primeira leitura da situação pode parecer, para muitos dos Associados da APSL, um factor concorrencial negativo em termos de importância da Raça no mundo (estabilidade e crescimento). Contudo não podem bloquear com esta primeira imagem. Pensem, por exemplo, na importância da raça bovina “Charoleza” no património bovino da humanidade. Foi um factor de promoção (da própria Raça) o facto de se terem promovido todos os cruzamentos extra Raça. Já pensaram na vertente económica desta realidade.

O que é que a Raça puro sangue inglês ou árabe perdeu com a constituição dos anglos-árabes??? O que é que o puro sangue inglês (raça fechada) perde, cada vez que é cruzado com hanoverianos (dentro da própria raça hanoveriana)?? perde prestígio?? perde valor???

O panorama económico da “nossa” Raça, à excepção de alguns negócios pontuais e de tudo o que foi escrito a esse propósito na revista Visão, é muito pobre (para a maioria dos associados), comparativamente com outras Raças. Temos dificuldade em escoar as fêmeas (representam – com algumas oscilações anuais – 50% dos nascimentos anuais) e no campo dos machos ainda não existe selecção que permita uma grande homogeneidade numérica no número de nascimentos de animais de elite (muito representativos, em termos financeiros e de imagem, para uma coudelaria).

O que é que temos??? Uma Raça com um potencial enorme (real - já provado por alguns exemplares da Raça).

Mais uma vez temos a obrigação de contrariar a história e sermos nós a aproveitar o que “Deus” nos deu. Dentro do Lusitano (Raça fechada) há que seleccionar, instituindo um programa de melhoramento objectivo e credível, para que aumente o número de animais de elite (fêmeas e machos). Estes vão ser a base alternante de todos os cruzamentos a efectuar na Raça Cruzado Lusitano de Desporto (o puro sangue lusitano vai estar sempre presente). Ambas as Raças vivem das sinergias resultantes dos desempenhos dos animais de cada uma. Este é um princípio do associativismo, muitos num só caminho – a elevação e aproveitamento de todo o potencial da Raça Lusitana.

Leiam esta notícia (05/07/2007) recente: “Jester's Quest, ridden by British Young Rider medallist Gemma Tattersall into 32nd place, has become the first Lusitano to complete the Badminton Horse Trials. The good-looking grey was bought by his owner Clare Heron as a four-year-old after he had been imported to England from Portugal where he was bred. "He moved so beautifully - but looking at him I would never have known he was a Lusitano," said Clare who is very proud of his Iberian bloodlines.”

Este cavalo é prova viva do que tenho estado a escrever. No artigo apenas se fala em Lusitano, ninguém diz que o cavalo é filho de um puro sangue inglês e neto de uma égua lusitana (não existe concorrência – apenas sinergia). Vejam o que esta notícia contribui para a imagem do “nosso” cavalo. Quem ganha com esta notícia? TODOS.

Muitos dirão que já existe o português de desporto. Certo!! Qual a credibilidade deste Livro?? Nenhuma. O que se pretende é a criação de um Livro com regras (com obrigatoriedade de cruzamentos constantes com puro sangue lusitano), credível, que vá ao encontro do que o mercado procura (acreditação e qualidade).

Venda de sémen, de reprodutores, de animais (puro sangue lusitano – Raça fechada), tudo isto conseguido por um leque (alargado) de animais que projectam a imagem do Puro Sangue Lusitano (raça fechada) do patamar dos milhares para o patamar dos milhões. Será uma realidade benéfica e transversal a todo o sector - começando no criador e terminando no utilizador (profissional ou não).

Existe algum vício em tentar ir mais além???

CV
Sela 01
Mensagens: 45
Registado: quinta mar 06, 2008 8:48 pm

Um líder inteligente

#3 Mensagem por CV » sábado abr 05, 2008 12:41 am

Aqui fica para apreciação de todos, a carta que "educadamente" o Sr. Pidwell teve a gentileza de me enviar, como resposta à minha intervenção acerca do Cavalo Lusitano de Desporto.

Leiam a resposta de um líder a alguém que não partilha das suas ideias.

Paço a sitar a frase mais emblemática:
"Não percebo nada de bovinos e ainda menos dos da raça Charoleza, embora hajam muitos por aí, por isso deixo a análise desse assunto por conta de V. Exa."
Havia preparado um texto, comentando a carta do Sr. Pidwell, neste momento e face ao nível de resposta abandonei por completo essa intenção. Não vale a pena. Leiam e julguem... vale a pena observar o bom senso de alguém que pretende unir e projectar a raça para patamares de referência.

Leiam atentamente:
Não tenho o prazer de o conhecer, ou pelo menos não me recordo de termos sido apresentados.

Acontece que as tecnologias modernas de correio electrónico põem por si mesmas as pessoas em contacto directo sem mais formalidaes.

Assim, permito-me comentar o seu texto sem me preocupar muito em organizar as minhas ideias de uma forma lógica, antes contrapondo às suas, aquilo que me parece ser mais importante.

Em primeiro lugar devem os promotores/organizadores do novo Stud-Book se porem de acordo quanto ao nome da nova raça, "CAVALO LUSITANO DE DESPORTO" ou "LUSITANO CRUZADO DE DESPORTO".

Pelo meu lado ficaria satisfeitíssimo se a qualquer dos nomes retirassem o "LUSITANO" pois deixaria de ser uma usurpação e uma colagem para tirarem proveito do trabalho dos outros.

Por mim sugiro que chamem a esse novo cavalo, "CAVALO DE DESPORTO PORTUGUÊS" ou "CRUZADO DE DESPORTO PORTUGUÊS".

Quando V. Exa diz que pretende coexistência pacífica eu julgo que a terá porque a maioria des criadores de PSL são pessoas pacíficas e de boa formação, mas coexistência não significa colaboração e muito menos confusão.

A propósito, porque é que os defensores da nova raça, cujo nome ainda nem se sabe qual é, não avançam logo com uma nova associação e um novo Stud-Book pondo de parte a ideia de quererem nascer do ventre da APSL tal como um filho bastardo, resultado de uma relação adúltera.

Não percebo nada de bovinos e ainda menos dos da raça Charoleza, embora hajam muitos por aí, por isso deixo a análise desse assunto por conta de V. Exa.

Quanto aos PSI e PSA, garanhões que beneficiam as éguas de desporto das outras raças, não perdem nada com isso nem sequer o sémen pois este vai beneficiar éguas que dele precisam, outrotanto poderá acontecer com os garanhões PSL, sempre que lhes reconheçam qualidade, os proprietários das éguas dele carenciadas e cujo stud-book permita tal prática, o que òbviamente não é permitido pelo stud-book do PSL nem pelos estatutos da Associação de Criadores, relativamente às suas éguas e garanhões de outras raças.

Qualquer criador de cavalos é livre de criar as raças que quizer, até aquelas que não pertençam a raça nenhuma identificada e sujeita a registo, mas o que nenhum pode fazer é "mixordice" nem tão pouco é legítimo que a Associação de uma raça, organise em paralelo, um stud-book de cavalos cruzados com ela.

Quanto à sua evocação "DIVINA" o que nós criadores de PSL realmente queremos fazer é preservar o património que "DEUS NOSSO SENHOR" tão graciosamente nos ofereceu e que alguns outros menos "santos" estão a querer destruir!!!

A propósito da senhora jornalista, suponho que inglesa, que produziu a notícia que transcreve, a única coisa que posso dizer é que ela deverá ser muito ignorante para chamar de Lusitano a um cavalo, JESTER'S QUEST, que declaradamente tem 3/4 de sangue PSI.

Se no futuro, todos os quadrúpedes comprados em Portugal e transportados para o estrangeiro, adquirirem por esse facto a Raça Lusitana, então vamos ter muitos PSI-Lusitano, PSA-Lusitano, Anglo-àrabe-Lusitano, Hanoveriano-Lusitano, Percheron-Lusitano e com jeitinho, até Burros-Lusitanos.

Se os livros (STUD-BOOK) das Raças Selectas para V. Exa. não servem para nada, se não são credíveis e não têm valor, então crie outro ou outros à sua medida mas deixe o do PSL em paz pois deu-nos trabalho a criar e continuamos, dispostos em preservá-lo.

Existe algum vício em tentar protejer aquilo que para nós é sagrado?

Com os meus respeitosos cumprimentos

Luis Pidwell
sócio nº 4 da APSL
Coud. Sta. Margarida

luis pedro
Mestre de Equitação
Mensagens: 1146
Registado: domingo mar 19, 2006 8:16 am

#4 Mensagem por luis pedro » sábado abr 05, 2008 11:00 pm

Olá CV,

Parece que a coexistência só poderá ser forçada.
Como referiu, num post anterior, o tempo (e os resultados) se encarregará se suavizar as opiniões mais exaltadas.
O Lusitano (marca registada), tem sido um certificado de qualidade utilissímo para produtos de pouca qualidade, é normal que qualquer coisa que se assemelhe a concorrência produza reacções violentas.
Aproveito para agradecer os excelentes "post's", extremamente esclarecedores acerca do Lusitano.

luis pedro

michael_holandés
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 132
Registado: quinta fev 12, 2004 3:43 pm
Localização: texas, USA

#5 Mensagem por michael_holandés » sábado abr 05, 2008 11:21 pm

Concordo plenamente com Luis Pedro. Afinal estamos em 2008 e ja chegou o tempo de avancar nos pensamentos em vez de continuar com os mesmos aldrabices etc. Em vez de olhar apenas como se pode ganhar uns euro's rapidas devem olhar para o futuro e para o bem do Lusitano. E uma pena que a maioria dos criadores apenas pensam no dinheiro e nao na qualidade

CH
Sela 01
Mensagens: 41
Registado: terça jun 29, 2004 12:40 am

#6 Mensagem por CH » domingo abr 06, 2008 11:26 pm

É triste ler certos posts que passam aqui de gente mesquinha arrogante e ignorante como este ze ninguem ou CV(será Corno da Vaca?)
Eu pergunto como existe gentinha que é capaz de se dedicar á destruição daquilo que de melhor Portugal têm.
Cruzar, misturar, diluir e destruir não é, não será nem nunca foi favoravel ao nosso desenvolvimento.
O PURO sangue Lusitano está forte, é um raça forte em ascenção e de futuro apenas se prevê o seu crescimento e desenvolvimento, os resultados estão á vista e só não os consegue ver, quem anda a confundir cavalos com bois.. ou Cornos de Vaca..
Meus amigos visto que não sabem criar lusitanos com qualidade arranjam novas historias, assim quem apoiar a criação de cruzados tudo bem.. mas serão mais uns cruzados.. mas não pensem juntar á vossa podridão a palavra lusitano..
Esta historia da abertura da raça é para gente podre especialista no ramo de cornos de vaca ou encornada assim penso que está virada para o insucesso...
O cavalo lusitano é patrimonio nacional e nada nem ninguem o conseguirá destruir.

Criar Lusitanos, não é para quem quer, mas para quem pode e sabe

CV
Sela 01
Mensagens: 45
Registado: quinta mar 06, 2008 8:48 pm

Resposta

#7 Mensagem por CV » segunda abr 07, 2008 4:30 pm

Exmo. Sr. CH,

O Sr., é um produto típico da nossa sociedade. Será que na escola também tirava o telemóvel aos professores?

O Sr. tem direito à sua opinião, como todos, contudo em sociedade há que respeitar o próximo. Eu sei que a nossa sociedade está repleta de maus exemplos e que a tendência é segui-los, contudo, aprenda a argumentar de uma forma educada e construtiva, vai ver que deixar de ser mais um entre os “mal criados” do mundo o fará sentir-se melhor.

Educação e formação são dois conceitos distintos. O Sr. é uma pessoa emotiva, não perca a razão pela forma como expõe os seus argumentos. Respeite para ser respeitado. O anonimato não lhe dá o direito de ser incorrecto.

Contra argumentar dessa maneira, é uma forma de empobrecimento social. Continue a exercer a cidadania, mas de uma forma correcta, construtiva e educada.

Os meus cumprimentos,
CV

José Mateus Pinto
Sela 01
Mensagens: 42
Registado: quarta mai 31, 2006 11:53 pm

#8 Mensagem por José Mateus Pinto » segunda abr 07, 2008 7:12 pm

CV, esta mensagem é para si:

Era fundamental, e uma vez que já se percebeu que está dentro dos assuntos sobre os quais se tem debruçado, revelasse a sua identidade. Este fórum representa, de facto uma plataforma de comunicação que só é beneficiada com a identificação dos seus intervenientes. Esconder-se atrás de uma abreviatura, nomeadamente, CV, revela uma de duas possibilidades:

1) Tem medo de revelar a sua identidade
2) Pretende pressionar e influenciar através da suas opiniões, as instituições que tutelam a realidade equestre nacional, mas mantendo o anonimato.

Se utilizasse o fórum apenas para dar a conhecer ao mundo as suas visões, não mencionando qualquer nome, nem qualquer instituição, teria ainda que pouca, alguma legitimidade para se esconder atrás de um modesto CV.

Mas uma vez que refere constantemente nomes de pessoas, locais onde esteve, Assembleias Gerais em que esteve presente, deixo um conselho, que seguirá apenas se quiser e se o entender: Deixe de ser cobarde, e diga quem é.

Se continuar, e legitimamente a escrever neste fórum, mas sob esta alcunha fictício-imaginativa, sabe que conseguimos identificar o IP do seu computador, e identificá-lo ou identificá-la. Exactamente, não sabemos se é macho ou fêmea. Tanto poder-se-á tratar de uma CARLA VANESSA, ou de um CÂNDIDO VIRIATO ou até mesmo de um HERMENEGILDO JOSUÉ, porque ninguém sabe se a designação CV é puramente inventada por si.

Não aceite isto como um insulto. O seu contributo neste fórum é positivo. Mas identifique-se. Só temos e só tem a ganhar com isso.

CV
Sela 01
Mensagens: 45
Registado: quinta mar 06, 2008 8:48 pm

Resposta ao Sr. Mateus Pinto

#9 Mensagem por CV » segunda abr 07, 2008 9:27 pm

Sr. Mateus Pinto,

Falta-lhe uma terceira possibilidade. Passo a expor, conforme já deve ter reparado sempre pautei a minha conduta aqui no fórum em prol da informação e do debate. Nunca viu da minha parte nenhuma atitude de incorrecção para com os intervenientes.

Quanto ao facto de não expor a minha identidade, faço-o para que a informação não seja personalizada, por quem a lê. Isto é, há uma tendência, muito humana de conotar informação com amizades e interesses. Não é o caso, não quero que exista essa possibilidade.

Quero deixar temas sobre os quais meditei, sem pretensões de ser dono da verdade.

Quanto ao facto de citar locais e nomes, faço-o porque fazem parte da realidade que estamos a viver. Contudo tenho atenção ao que escrevo... várias vezes leu a palavra Juízes, mas nunca viu uma alusão a um nome. Tente comentar toda esta realidade, sem referir um único nome.

Referir a palavra cobardia, pode fazê-lo, está no seu direito, contudo não constitui parte na minha realidade.

Relativamente à identificação do meu PC, sei que o podem fazer. Deixar de escrever por esse motivo, aí sim, estaria a ser cobarde.

Os meus cumprimentos,
CV

José Mateus Pinto
Sela 01
Mensagens: 42
Registado: quarta mai 31, 2006 11:53 pm

#10 Mensagem por José Mateus Pinto » segunda abr 07, 2008 11:23 pm

Muito bem Carla Vanessa, a sua resposta foi esclarecedora.

Repare Carla, essa terceira possibilidade que avança é legítima. Não deixe de escrever aqui no fórum.


Beijinhos, e durma bem Carlinha.

CV
Sela 01
Mensagens: 45
Registado: quinta mar 06, 2008 8:48 pm

Resposta

#11 Mensagem por CV » terça abr 08, 2008 1:12 am

Sr. Pinto,

Como paranormal... é uma questão de esforço, não perca a esperança!

Quanto à ironia... aposte na criatividade - terá mais sucesso.


Melhores cumprimentos,
CV

José Mateus Pinto
Sela 01
Mensagens: 42
Registado: quarta mai 31, 2006 11:53 pm

#12 Mensagem por José Mateus Pinto » terça abr 08, 2008 1:29 am

A Carla é sensível! Mas apesar de se sentir tocada no seu íntimo, envia sempre os seus melhores cumprimentos. Boa educação acima de tudo.

Houvessem mais Carlas Vanessas neste fórum, e o debate tinha outra elevação.

Adeus Carlinha.

michael_holandés
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 132
Registado: quinta fev 12, 2004 3:43 pm
Localização: texas, USA

#13 Mensagem por michael_holandés » terça abr 08, 2008 1:34 am

Eu acho o topico intressante e nao me parece de haver necessidade destas brincadeiras infantis. Se o Sr. Jose Mateus Pinto quer brincar aconselho o Forum do batatoon. :roll:

José Mateus Pinto
Sela 01
Mensagens: 42
Registado: quarta mai 31, 2006 11:53 pm

#14 Mensagem por José Mateus Pinto » terça abr 08, 2008 1:40 am

Aqui ninguém está a brincar.

A Carla até tem ideias muito interessantes. Não compreendo esse repto, para acabar com as brincadeiras.

PSL
Ajudante de Monitor de Equitação
Mensagens: 75
Registado: segunda abr 07, 2008 5:23 pm

Resposta

#15 Mensagem por PSL » terça abr 08, 2008 2:18 am

Já percebi a ironia do Sr. Pinto, tem a haver com a temática dos cursos de juizes. Ficou ofendido, coitado... queria ser juiz. Foi por um triz, fica para a próxima... que grande perda para a Raça. Mais uma desilusão... não bastava o telefonema dos Gato Fedorento a promoverem-no a Galo.

Novamente os meus cumprimentos, Sr. Galo (talvez da Índia – são mais pequenos)

Por mim acabei de encerrar qualquer tipo de conversas com o Sr. Galo (posso apanhar a gripe das aves – não sei a sua proveniência)

É um Galo acabado... a ASAE encarrega-se disso (infração - falta de rastreabilidade)

Responder

Voltar para “Puro Sangue Lusitano”