Zangam-se as Comadres, sabem-se as verdades...

Fórum da raça

Moderador: Filipe Graciosa

Mensagem
Autor
Ricardo
Iniciado
Mensagens: 14
Registado: quarta abr 09, 2008 6:14 pm
Localização: Portugal

Zangam-se as Comadres, sabem-se as verdades...

#1 Mensagem por Ricardo » quinta abr 10, 2008 2:50 pm

Excelentíssimos Senhores visitantes do fórum,

Gostaria de deixar estes temas no ar para serem investigados:

- Cruzados iguais ao JÚPITER – Manuel Braga, ainda por investigar:
ALTIVO - Paulo Caetano
MULATO - Manuel Campilho
NILO - Helena Tenório (Nabeiro)
OESTE - Zé João Dinis

- Como é que o Criador Xavier de Lima tem mais de 10 éguas com 80 pontos? (classificadas pelo Bento Castelhano)

- Como é que o Criador e Juiz Francisco Bessa de Carvalho, tem 5 éguas com 80 pontos ou mais pontos? (quem será que as classificou?)

- Como é que é possível uma poldra de 2 anos ter 87,5 pontos numa altura que ainda está em desenvolvimento? (do Criador Pablo Hermoso de Mendonza classificada por Bento Castelhano)

- Não é estranho o Criador Pedro Ferraz da Costa ter 4 dos 5 cavalos que a APSL patrocina ao cavaleiro Miguel Ralão (irmão do secretário geral da APSL), o mesmo criador que nunca teve cavalos excepcionais nos últimos anos, é campeão nos últimos 3 anos no Festival Internacional do Puro Sangue Lusitano?

- Há éguas já classificadas pelo João Ralão como substituto do Bento Castelhano, algumas com mais de 80 pontos.

Avatar do Utilizador
Wasserluft
Monitor de Equitação
Mensagens: 253
Registado: sábado jun 03, 2006 3:48 am
Localização: Corroios - Coudelaria José Nunes Robalo - Quinta da Matinha

#2 Mensagem por Wasserluft » quinta abr 10, 2008 4:56 pm

Eu Só espero é que esta corrupção toda seja por Euros e não por um presunto e um garrafão e umas meninas da Nacional 10...
"The Horse´s reward to be able to communicate with the predator and cause him not to be predatory" Monty Roberts
"Pedir constantemente ,contentar-se com pouco,Recompensar muito. " Beaudant

michael_holandés
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 132
Registado: quinta fev 12, 2004 3:43 pm
Localização: texas, USA

#3 Mensagem por michael_holandés » quinta abr 10, 2008 6:35 pm

Isso são apenas acusações ou também há alguma provas? Eu sei que muita corrupção mas também gostava de acreditar que há quem tem mesmo interesse pelo Lusitano.

DLusitano
Mensagens: 3
Registado: segunda abr 07, 2008 10:43 pm

#4 Mensagem por DLusitano » quinta abr 10, 2008 8:50 pm

É preciso ter muito cuidado com o que se diz. Neste comentário parece-me que se está a confundir corrupção com métodos de avaliação errados, e isso pode ser bastante injusto para algumas pessoas, nomeadamente o juiz Bento Castelhano.

Não há nada que indique que tenha sido alvo de acções menos sérias, simplesmente parece-me um juiz com criterios de avaliação mais largos, já que foram varias as coudelarias que beneficiaram de pontuações altas, e não apenas uma.

CH
Sela 01
Mensagens: 41
Registado: terça jun 29, 2004 12:40 am

#5 Mensagem por CH » quinta abr 10, 2008 11:25 pm

Sr. Ricardo é preciso ter muito cuidado com o que se diz.. sobretudo se não sabe do que fala..
Acerca dos cavalos sei que o Sr não sabe do que fala, essencialmente no que refere aos cavalos Altivo e Mulato.. Porque sendo assim podemos levantar a duvida acerca de tudo..
Em relação ao Xavier de Lima não acredito que tenha éguas que mereça estas pontuações como ja discutimos noutro topico.
Em relação ao Sr Ferraz da costa, já aqui foi discutida essa questão, é natural se um homem mete os seus cavalos a serem montados por um dos melhores cavaleiros portugueses que eles tenham bons resultados agora e preciso pagar para o cavaleiro os montar... as suas vitorias nos festivais devem se a quantidade de cavalos que ele leva, e aos pontos nas provas de funcionalidade.. não são precisas muitas medalhas d ouro para se ganhar o festival....se tivermos 40 cavalos a entrarem..

Toninho
Mensagens: 2
Registado: sexta mar 14, 2008 4:59 am
Localização: PORTUGAL

Classificação

#6 Mensagem por Toninho » sexta abr 11, 2008 12:19 pm

Exms Srs

Na verdade chegou o momento apropriado para esclarecer tudo aquilo que se desconfiava e ninguém tinha coragem de assumir.

Penso que muitos criadores tem todo o direito de estarem muito apreensivos com tudo isto.

Fico admirado por só agora se lembrarem que não faz muito sentido os juízes também serem criadores de cavalos lusitanos sujeitos a pontuação.

Como diz a expressão Portuguesa " Ninguém é bom juiz em causa própria "

Cumprimentos
Toninho

PSL
Ajudante de Monitor de Equitação
Mensagens: 75
Registado: segunda abr 07, 2008 5:23 pm

Transparencia + Justiça + Bom Senso = Credibilidade

#7 Mensagem por PSL » terça abr 15, 2008 1:13 pm

Exmos. Srs.,

Julgo que a divulgação deste tipo de informação só é benéfica, se for denunciada da forma correcta, ou seja, devidamente encaminhada para as entidades fiscalizadoras. Caso contrário apenas serve de contributo para aumentar o clima de suspeição que sempre existiu, e que foi “reavivado” com as denúncias do Dr. Domingos Graciosa, que para bem da Raça as deve fundamentar, mas obviamente, com o auxilio das entidades inspectoras competentes (publicas e privadas).

Pela a informação transmitida pelo Presidente da APSL aos associados, na última Assembleia Geral, as acusações do Dr. Domingos Graciosa estão sendo devidamente tratadas.

Qualquer cidadão tem deveres e obrigações. Neste caso e para bem de TODOS, devem os denunciantes, sob risco de descrédito e consequentes objectivos de difamação, fundamentar as acusações aqui proferidas. Não devem igualmente esquecer que a matéria denunciada, por revestir natureza penal de grande gravidade, tem um enquadramento legal que “foge” a este tribunal improvisado – fórum cavalonet.

Só encontro uma palavra que define todas as acusações aqui expostas – DIFAMAÇÃO. Perdoem-me, mas fico chocado com a leviandade como determinados forenses “apontam o dedo” a determinadas pessoas, sem fundamentar as suas acusações. Essas pessoas (Manuel Braga, Paulo Caetano, Manuel Campilho, Helena Tenório, José João Diniz, Bento Castelhano, Pedro Ferraz da Costa, João Ralão), têm família e enquadramento social. Não merecem ser acusados por meia dúzia de encapuçados, em jeito de escaramuça.

Permitam-me que solicite ao Sr. José Mateus Pinto, para bem de TODOS e da RAÇA, que caso estas denúncias não sejam devidamente fundamentadas e encaminhadas para os orgãos competentes, ele ou outra pessoa com os seus conhecimentos informáticos, identifique o IP dos computadores dos denunciantes, por forma a que este assunto seja esclarecido sem difamações a NENHUM inocente. Caso não o façam eu próprio o farei.
Aliás, como é sabido, toda e qualquer investigação que seja feita “por quem de direito”, servirá sempre, para, em ultima análise, condenar culpados, e absolver inocentes!.... NINGUÉM ESTARÁ MAIS INTERESSADO NA ACÇÃO DA INVESTIGAÇÃO DO QUE UM INOCENTE DIFAMADO!!!.....

Na verdade, toda esta triste lição deve servir para todos nós tirarmos as respectivas ilações – MUDEM O SISTEMA DE AVALIAÇÃO DOS ANIMAIS, E O SISTEMA DE GESTÃO DA APSL.
Não se pode admitir o perpetuar de um sistema de avaliação meramente QUALITATIVO, sem INCOMPATIBILIDADES, FORMAÇÃO, AVALIAÇÃO e CONTROLE do REDUZIDISSIMO numero de juízes.
Não se pode aceitar que a APSL, como entidade a quem foi reconhecida a utilidade pública, desenvolva comportamentos que não sirvam de forma absolutamente TRANSPARENTE, JUSTA e IGUALITÀRIA todos os sócios e criadores.
Caso não se tomem medidas, o actual sistema continuará inevitavelmente a alimentar este clima de suspeição de existência de interesses e de “lobbies” restritos, situação que só serve para denegrir a credibilidade da Raça e de Portugal.

João Valenças
Ajudante de Monitor de Equitação
Mensagens: 81
Registado: sexta fev 02, 2007 12:33 pm

#8 Mensagem por João Valenças » sexta abr 18, 2008 11:35 pm

Já viram a última circular da APSL?

Circular_APSL_258.pdf

horses_s
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 207
Registado: sexta set 29, 2006 6:17 pm
Localização: Leça da Palmeira - Porto

#9 Mensagem por horses_s » sábado abr 19, 2008 10:38 am

Não consigo abrir! :?
Tudo é possível até se provar que é impossível e mesmo o impossível pode ser só por agora.

Avatar do Utilizador
Wasserluft
Monitor de Equitação
Mensagens: 253
Registado: sábado jun 03, 2006 3:48 am
Localização: Corroios - Coudelaria José Nunes Robalo - Quinta da Matinha

#10 Mensagem por Wasserluft » segunda abr 21, 2008 5:52 pm

Vais ao site da APSL
www.cavalo-lusitano.com
Link : Noticias e podes visualizar a noticia .
"The Horse´s reward to be able to communicate with the predator and cause him not to be predatory" Monty Roberts
"Pedir constantemente ,contentar-se com pouco,Recompensar muito. " Beaudant

João Valenças
Ajudante de Monitor de Equitação
Mensagens: 81
Registado: sexta fev 02, 2007 12:33 pm

#11 Mensagem por João Valenças » segunda abr 21, 2008 8:14 pm

Olá,

Infelizmente o site www.savefile.com não é grande coisa para se guardar ficheiros como é suposto, ao fim de umas horas dava erro.

Mas não faz mal porque o saite cavalonet já colocou uma notícia com a cirucular:

Notícia APSL suspende Jupiter e descendência do Stud Book Lusitano

Circular_APSL_258.pdf

Ricardo
Iniciado
Mensagens: 14
Registado: quarta abr 09, 2008 6:14 pm
Localização: Portugal

#12 Mensagem por Ricardo » terça jul 08, 2008 4:05 pm

FRAUDE
Cavalo Júpiter foi para o Ministério Público


Proprietário de falso puro sangue lusitano arrisca ser julgado pelo crime de burla e falsificação de documentos

A fraude na filiação do cavalo lusitano Júpiter, propriedade de um dirigente da Associação dos Criadores do Puro Sangue Lusitano (APSL), não só é confirmada pelos resultados da investigação da Inspecção-Geral da Agricultura e Pescas como revela alguns contornos rocambolescos. O caso foi encaminhado para o Ministério Público, segundo despacho do ministro da Agricultura, Jaime Silva, datado de 27 de Junho, de forma a ser alvo de instrução criminal e aponta para fortes probabilidades de troca de amostra sanguínea, realizada com o intuito de manter o cavalo Júpiter inscrito no Livro Genealógico da Raça Lusitana, reservado aos reprodutores de máxima qualidade.

Segundo as conclusões do relatório entregue à tutela, às quais o Expresso teve acesso, as investigações da IGAP foram dificultadas pelo desconhecimento do paradeiro dos cavalos Júpiter e Tornado (este segundo cavalo será “com fortes probabilidades” o dono do ADN registado em nome de Júpiter), alegadamente mortos em 2007, em Espanha. A história entra no campo da incongruência e dos ‘brancos’ administrativos quando se percebe que Tornado é dado como morto pelos proprietários em Janeiro/Fevereiro de 2007, em Espanha, numa deslocação não referenciada no Registo Nacional de Equinos (RNE). A IGAP relata que só em Fevereiro de 2007 essa saída do país é comunicada ao RNE e, já em Março, são-lhe enviados documentos do cavalo morto, de forma a legalizar a viagem.

A vida de Júpiter é toda ela pouco jupiteriana. Depois de ter sido recusado como garanhão em primeiras provas, é finalmente reconhecido como reprodutor em 2000, “sem que a APSL lhe tenha exigido uma amostra sanguínea, conforme estabelecido pela circular interna 136/1998”, escreve a IGAP. À altura, a APSL era dirigida por Pedro Ferraz da Costa.

Depois de vários e sucessivos pedidos do RNE para que lhe fosse entregue a habitual amostra de sangue de Júpiter, esta só chega em 2005, momento em que a Sociedade das Silveiras era proprietária tanto de Júpiter como de Tornado. A recolha é feita por veterinário credenciado e entregue através da Luso Pecus. Alertando para a fragilidade dos procedimentos de controlo na recolha de sangue dos reprodutores, o IGAP sublinha não ter encontrado evidências de intervenção de funcionários do Ministério no caso, mas acentua as deficiências de natureza administrativa do RNE. Por outro lado, recomenda a realização de exames genéticos posteriores aos meios-irmãos de Tornado e aos alegados filhos de Júpiter.



Selecção de juízes com novas regras

Esta classificação ficcional de Júpiter como garanhão puro lusitano é um caso isolado na perspectiva de Vítor Barros, à frente da Fundação Alter Real, a máxima autoridade equina nacional. Foi ele quem requereu a investigação do caso e agora, conhecidos os resultados, promete “rigor e intransigência no cumprimento da legislação e nas recomendações enunciadas no relatório”.

Nas recomendações finais é referido explicitamente “o estabelecimento de critérios objectivos na selecção dos juízes e na avaliação da raça”. A recomendação não pode ser mais clara: “A ausência de critérios objectivos na selecção dos juízes não permite salvaguardar o princípio da transparência que deve nortear a gestão deste património genético animal de elevado interesse nacional”. Alter Real e APSL poderão fazer de Júpiter um exemplo punitivo e um tornado capaz de apertar as malhas normativas da criação do puro sangue.

Joana Leitão de Barros
http://pesquisa.impresa.pt/search?q=cac ... 3DES295986


Não é um caso isolado, quando é que investigam os restantes?

Comadre Lusitana
Mensagens: 1
Registado: terça out 28, 2008 10:21 am

Re: Zangam-se as Comadres, sabem-se as verdades...

#13 Mensagem por Comadre Lusitana » terça out 28, 2008 10:30 am

Recorte do Jornal Expresso de dia 25 de Outubro de 2008
Imagem

Espora de pontas
Iniciado
Mensagens: 13
Registado: quarta set 24, 2008 7:19 am

Re: Zangam-se as Comadres, sabem-se as verdades...

#14 Mensagem por Espora de pontas » quarta out 29, 2008 8:38 am

Cara Comadre,
Na sequência do caso Jupiter, só me resta perguntar poque demorou tanto tempo a APSL a agir, se já haviam muitas duvidas em relação a estes cavalos de que estiveram á espera, é por serem cavalos de alguns "intocaveis". Esta situação carece de esclarecimentos urgentes, os visados não parecem ter interesse em esclarecer esta situação, por que será? até poque podem estar em causa centenas de animais incritos no livro de reprodutores, além de enventuais indemnizações que os proprietários devem exigir (e que não devem ser tão pequenas quanto isso). Se eu fosse acusado destes crimes e estivesse inocente era o primeiro a pedir a realização dos testes genéticos, caso contrário via o nome da minha coudelaria ser arrastada na lama. É curioso que praticamente todos os envolvidos são membros da direcção da APSL (Paulo Caetano Manuel Braga, e familiares de elementos da direcção) o que diz bem da credibilidade desta associação. Torna-se urgente a intervenção da Ministério da Agricultura (Fundação Alter Real), no sentido de credibilizar o sector, devendo castigar exemplarmente quem prevaricou, mais, se estes dados se confirmarem e tendo em atenção toda a passividade e demora da APSL, a gestão do Stud book deve passar para as mãos do Estado. Não sou jurista mas penso existirem aqui varios crimes, falsificação de documentos, publicidade enganosa, burla agravada, possivelmente abuso de poder, estes crimes além de penas de prisão dão direito a vultuosas indemnizações é só esperar para ver, tenho a certeza que alguém já não dorme muito descansado para os lados de Monforte...
Aguardo noticias...

ABC
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 50
Registado: quarta set 17, 2008 9:47 am

Re: Zangam-se as Comadres, sabem-se as verdades...

#15 Mensagem por ABC » quarta out 29, 2008 1:51 pm

Realmente nunca me tinha apercebido que existia um número tão elevado de pessoas preocupadas com a elevação da verdade, o que é gratificante, num país onde o civismo anda tão descaracterizado pelo individualismo. Não é que seja adepto de mentiras, muito pelo contrário, contudo parece-me preocupante a dimensão do problema e as implicações para o colectivo.

Duas posições podem ser equacionadas:
1.Levantamento de todas as situações análogas ao caso Júpiter, nos mesmos moldes ou com outro contornos, e investigar o fundamento das denúncias anónimas que vão continuar a surgir, punindo os infractores. Esta atitude – justa - pode acarretar o afundamento da raça na própria passividade de quem deveria ter preocupações com a regulamentação. Que não restem dúvidas quanto ao facto dos denunciados, após o serem, se converterem em denunciantes;

2.Definir uma estratégia que ponha cobro a esta espiral de situações causadas pela falta de previsibilidade (regulamentação). A regulamentação futura deverá ser elaborada por técnicos (juristas em colaboração com o secretário técnico da raça – as reuniões devem resultar em actas) esclarecidos que analisem a legislação vigente e proponham as alterações susceptíveis de regularizar o que já devia estar regulamentado. Serenando pela via de um suporte legal adequado, o restabelecimento da imagem da raça. A condução desta situação tem de pertencer à tutela (Fundação Alter Real).


Que esta situação sirva de lição a TODOS. O actual sistema (pouco objectivo e muito pobre em regulamentação – próprio de países onde impera o despotismo) apenas serve os interesses de uma minoria, que neste momento se está a ver “a braços” com uma crise, motivada por uma guerra entre os seus pares (as ditas comadres).

A minha sugestão é que escrevam para a APSL (cartas registadas e com aviso de recepção), manifestem o vosso desagrado pelas situações que se estão constantemente a passar (juízes, falta de transparência, falta de evidências – prova documental -, falta de comunicação, muita falta de regulamentação, etc.).

RECLAMEM!!!!

Responder

Voltar para “Puro Sangue Lusitano”