Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

Fórum da raça

Moderador: Filipe Graciosa

Responder
Mensagem
Autor
vitor_morgado
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 167
Registado: terça out 31, 2006 1:00 am
Localização: Coimbra

Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

#1 Mensagem por vitor_morgado » quarta mar 14, 2007 12:49 am

O cavalo Árabe tem origem numa zona que abrange todo o Médio Oriente e o Norte de África, não se sabendo ao certo como evoluiu.
Julga-se que pode ter sido apurado nos primeiros séculos da Era Cristã, pelas tribos guerreiras desta área do globo.

O que se sabe ao certo, por pinturas encontradas no Médio Oriente, é que já era montado cerca de 1500 anos aC, portanto será a mais antiga raça de cavalos domesticados conhecida como tal.

Eram basicamente cavalos de guerra, rápidos, ágeis, robustos e corajosos, tendo sido o cavalo de eleição de Napoleão Bonaparte.
A sua polivalência leva que esta raça seja usada em várias tarefas, até porque se encontra bastante difundida pelo mundo, muito bem adaptada a todas as condições climatéricas.
O facto de, durante muitos séculos, se ter desenvolvido em desertos, onde a amplitude térmica é muito grande, conferiu-lhes essas características únicas.

É um excelente cavalo para corridas longas, pela sua grande resistência física, quase inesgotável, e tem a capacidade ímpar de manter uma velocidade constante.

Corajoso, tranquilo e audaz, estas características fazem com que seja um bom cavalo de saltos, e um excelente cavalo de sela e de passeio, sendo especialmente indicado no ensino de futuros cavaleiros.

Quando adulto, pode atingir os 400 kg e ter cerca de 1,55 m de altura média.
As cores mais comuns são: o alazão, o castanho, o preto e o tordilho.
IN, http://bicharada.net/animais/animais.php?aid=92

ABRAÇO DO VICTOR MORGADO

luis pedro
Mestre de Equitação
Mensagens: 1146
Registado: domingo mar 19, 2006 8:16 am

#2 Mensagem por luis pedro » quarta mar 14, 2007 7:38 am

Olá Vitor,

O artigo que nos trás, é interessante por (pelo menos) relembrar um cavalo que influenciou quase todas as raças actuais. Mas tem (na minha opinião) alguns exageros.
São excelentes cavalos de "endurance" ou raides, não de corridas.

Podem ter sido excelentes cavalos de guerra mas não da do tempo de Napoleão, o árabe pelas característica de tamanho, peso e agilidade pode ser óptimo para a "gineta", mas não para a "brida".

São muito raros nas provas de obstáculos e, mesmo assim, só nas provas de pequena ou média dimensão.

Finalmente, como cavalo de sela falta-lhes algo que sobra ao Lusitano - comodidade.

Luis Pedro

vitor_morgado
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 167
Registado: terça out 31, 2006 1:00 am
Localização: Coimbra

Grande luis, ao menos despertei a tua consciencia!!!

#3 Mensagem por vitor_morgado » quarta mar 14, 2007 8:00 pm

Grande luis eu apercebi-me disso antes de colocar este tópico, mas senti a necessidade de completar este tema um pouco, já que ninguem aqui no forum se interessa pelo PSA, e sua discussão. Para mim é uma raça fascinante mas pelos vistos vou ter que aprender e partilhar este tema noutro mundo e local equestre...

Abraço do vitor morgado.

luis pedro
Mestre de Equitação
Mensagens: 1146
Registado: domingo mar 19, 2006 8:16 am

#4 Mensagem por luis pedro » quinta mar 15, 2007 5:39 am

Olá Vitor,

Os Árabes são cavalos extraordinários mas, como tudo na vida, tem os seus pontos fortes, os menos fortes e os fracos. Eles valem por aquilo que são e não por aquilo que outros são.

Luis Pedro

Mario Fragoso
Iniciado
Mensagens: 19
Registado: sábado mar 07, 2009 9:17 pm
Localização: Grenoble França

Re: Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

#5 Mensagem por Mario Fragoso » sexta jun 12, 2009 1:46 pm

Uma coisa é certa!! sem o cavalo árabe, nenhuma raça de cavalos actual existiria!! todas elas tiveram a um dado momento um "outcross" de sangue árabe!!!

PaulaDS
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 113
Registado: quarta mar 04, 2009 10:28 am
Localização: Italia
Contacto:

Re:

#6 Mensagem por PaulaDS » sexta jun 12, 2009 2:09 pm

Tudo é relativo.
Há corridas de árabes no resto do mundo, sabe? É só olhar fora da janela e vai ver que em França, Itália, Estados Unidos, Alemanha, etc, etc há corridas de árabes quase todas as semanas assim como há corridas de purosangue inglês e ... adivinhe... de Quarter Horse!!! Sim, esse cavalo pequeno e que tem o que os brasileiros chamam "bundão" é um óptimo cavalo de corridas, porque tudo é relativo, neste caso relativo às distancias.
Sobre a comodidade, aqui também tudo é relativo. Acha que Lusitano é tão cómodo assim? É porque você nunca montou um cavalo gaited, um Marchador ou um Walking Ten. ou um Paso Peruviano, e tudo é relativo, o conforto e a comodidade desses cavalos é a condição essencial e única prioridade da selecção. Tem que provar para acreditar - isso sim que é um cavalo confortável, cómodo, que não se sente nenhuma oscilação quando se desloca. Falo de passeios (sim, de passeios, já pensou como seria possível saltar obstáculos sem oscilar verticalmente?)
Ah, como eu estava dizendo, tudo é relativo.
São muito raros os árabes que saltam? Tem que ir ver em França e na Alemanha, seja nos pequenos completos que nos concursos hípicos e vai ver que eles não são muito raros. Da mesma maneira se for ver no resto do mundo não vai quase encontrar Lusitanos saltando, são muito raros, tudo é relativo.
Eu já disse que tudo é relativo? Desculpem se me repeti.

Sandra
Sela 01
Mensagens: 34
Registado: domingo mai 08, 2005 6:02 pm
Localização: Lisboa

Re: Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

#7 Mensagem por Sandra » domingo jun 14, 2009 2:36 pm

Confesso que o Árabe não é uma raça que me fascine muito, mas admiro-os. São animais aos quais praticamente todas as raças devem muito, principalmente as mais recentes, e as de desporto. Contudo, o Árabe foi muito penalizado com a consanguinidade ao longo dos séculos, mas actualmente, ainda origina bons produtos cruzados, diluindo o sangue. Em relação a ser o cavalo que é montado há mais tempo.. Bem quanto a isso não sei o que pensar.. Também temos muitas pinturas na Península de cavalos, por isso, posso dizer que sou um pouco céptica em relação a tal

Cumprimentos
Sandra Pereira

PaulaDS
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 113
Registado: quarta mar 04, 2009 10:28 am
Localização: Italia
Contacto:

Re: Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

#8 Mensagem por PaulaDS » domingo jun 14, 2009 4:58 pm

O árabe foi muito penalizado com a consanguinidade ao longo dos séculos? ah, uma novidade. Quem é que disse isso? E como, de que maneira ele foi penalizado exactamente? Essa é uma novidade muito interessante, confesso que fiquei com imensa curiosidade de saber qual a fonte da informação ou pelo menos, se isso não fosse possível porque não consegue encontrar em lado nenhum e em língua nenhuma um referimento a isso, pelo menos eu gostaria de saber COMO, de que maneira eles foram penalizados ao longo dos séculos. Muito agradecida.

Sandra
Sela 01
Mensagens: 34
Registado: domingo mai 08, 2005 6:02 pm
Localização: Lisboa

Re: Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

#9 Mensagem por Sandra » domingo jun 14, 2009 8:06 pm

Penalizado na medida em que qualquer forma de consanguinidade é prejudicial. E actualmente, penso que toda a gente sabe isso, o cavalo Árabe tem muita consanguinidade.. Porque apenas são cruzados entre eles.. Há casos em que, na raça, já nem se usa cobrição natural, mas apenas inseminações, ou formas de reprodução assistida, sem haver contacto da égua com o garanhão, que pode estar no outro lado do mundo..
Uma maneira de ver que isto é mau, pode-se ver pelo seu temperamento..

Agora vai-me responder dizendo que o temperamento é o que torna estes cavalos o que são, e até pode ser nalguns casos, mas por isso é que o Árabe origina produtos tão bons em cruzamento, pois o "mau temperamento" de alguns cavalos pode ser "abafado" pela outra raça em questão.

Fontes? Bem, foram professores na Faculdade de Medicina Veterinária, que estão dentro do meio também..

Sandra Pereira

PaulaDS
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 113
Registado: quarta mar 04, 2009 10:28 am
Localização: Italia
Contacto:

Re: Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

#10 Mensagem por PaulaDS » domingo jun 14, 2009 9:12 pm

Bem, nunca ouvi falar desses efeitos da consanguinidade, fiz uma pesquisa hoje em inglês e não encontrei nada sobre isso e falei com varias pessoas que como eu criam cavalos árabes há muitos anos e ficaram divertidas com a coisa e também queriam saber de que maneira os cavalos árabes foram penalizados há muitos séculos, que tipo de penalizações eles tiveram, que efeitos físicos houve por exemplo.
A reprodução assistida ou não nada tem a que ver com a consanguinidade, meu Deus.
Não compreendi nada do que escreveu sobre o temperamento, não sei do que fala. Mau temperamento??? Mas estamos falando de que? Já viu um cavalo árabe ao vivo?
Esses professores de que fala estão dentro do meio, mas que meio? O meio termo?
Tudo muito confuso.

Sandra
Sela 01
Mensagens: 34
Registado: domingo mai 08, 2005 6:02 pm
Localização: Lisboa

Re: Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

#11 Mensagem por Sandra » segunda jun 15, 2009 1:47 am

Bem eu sabia que não devia ter postado aqui..

Para já o meio, era meio dos cavalos, não o "meio termo". Cavalos árabes ao vivo? É óbvio que já vi, e já tive o prazer de os montar também, e lidar com eles.

Agora vou tentar explicar a parte da consanguinidade e temperamento, e o que a reprodução assistida tem a ver com isto, que foi o que me explicaram há um tempo.

Começando pelo temperamento:
A ideia que tenho do cavalo Árabe, com que sempre cresci e como sempre me deram a entender, é de que é 1 animal com um temperamento fogoso, difícil, e nobre ao mesmo tempo. No entanto, há também muitas histórias de Árabes que são "meio malucos". A consanguinidade pode ter algo a ver com este facto.

Consanguinidade e Cobrição não natural:
A consanguinidade de que falei, resulta de anos de "pureza" destes cavalos, que, ao que sei, nunca foram cruzados com outras raças (excepto como melhoradores das mesmas), o que levou que a consanguinidade aumentasse ao longo dos séculos, e o facto de a cobrição natural actualmente não ser a mais comum na raça (contrastando com o o PSI, em que a cobrição não natural é completamente abolida), leva a que a selecção de reprodutores, nomeadamente garanhões de renome, seja mais restrita, e como tal, a consanguinidade de que tanto falei aumenta.
Se não me engano, as linhagens "originais" não saíram dos desertos, e aí o problema ainda se torna maior.

Está a vontade para corrigir qualquer erro, porque confesso que não sou grande fã desta raça, e como tal, os meus conhecimentos não são os mais aprofundados. No entanto pensei partilhar a minha opinião e aquilo que sabia, que, ao que parece, está errado.

Cumprimentos
Sandra Pereira

PaulaDS
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 113
Registado: quarta mar 04, 2009 10:28 am
Localização: Italia
Contacto:

Re: Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

#12 Mensagem por PaulaDS » segunda jun 15, 2009 5:44 am

Acredito que deveria se documentar sobre a historia da raça porque de verdade o que escreve não é verdade, ou é o que se chama "demagogia".
Demagogia que vale para todas as raça antigas, e que vale então ainda mais por exemplo para o Lusitano que vem dum território menor.
Acredite em mim, não tenho tempo, esta não é a sede ideal para escrever um tratado sobre o Árabe, nem eu sou a pessoa mais indicada - mas concerteza os seus conhecimentos sobre a raça são um desastre. Sim, se pelo que diz eles são fruto de ensinamento de professores universitários "do meio", é muito grave, dá muito que pensar sobre "o meio".
A percentagem de cavalos árabes malucos (ou Lusitanos, ou Belgas, ou Garranos, ou PSI) é semelhante em todas estas raças, a diferença está que não é um cavalo para burros.
Abraços,

Tamão
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 51
Registado: domingo ago 02, 2009 12:40 pm

Re: Puro Sangue Árabe, um pouco de História!

#13 Mensagem por Tamão » quinta ago 20, 2009 6:54 pm

Meninas, parem de discutir, por favor. Aprendam a comportar-se bem em público.
Parece-me que as duas carecem de conhcimento do meio ...termo.
Abraços e que Deus no'sacuda.

Responder

Voltar para “Puro Sangue Árabe”