Anedotas com cavalos

Esta secção é para todos os temas que não estejam incluidos nas outras secções

Moderador: Filipe Graciosa

Responder
Mensagem
Autor
João Valenças
Ajudante de Monitor de Equitação
Mensagens: 81
Registado: sexta fev 02, 2007 12:33 pm

Anedotas com cavalos

#1 Mensagem por João Valenças » quarta jul 30, 2008 9:19 am

As mulheres são como os cavalos, só se bate por duas razões:

Por tudo e por nada

e de duas maneiras:

A torto e a direito

:twisted:

João Valenças
Ajudante de Monitor de Equitação
Mensagens: 81
Registado: sexta fev 02, 2007 12:33 pm

#2 Mensagem por João Valenças » quarta jul 30, 2008 9:22 am

Qual o melhor amigo dos pretos?

O Cavalo

Porquê?

Porque se não existissem Cavalos, montávamos os pretos

:twisted:

Sofia e Sabre
Monitor de Equitação
Mensagens: 305
Registado: quarta abr 18, 2007 5:43 am

#3 Mensagem por Sofia e Sabre » quarta jul 30, 2008 7:46 pm

Vá essas são um bocadinho discriminadoras e tal... a minha é mais inocente!

Qual é a cor do cavalo branco do Napoleão?

Russo


Desta é que não estão à espera!

Avatar do Utilizador
Filipe Graciosa
Site Administrator
Mensagens: 1255
Registado: quarta out 29, 2003 8:27 pm
Localização: Lisboa, Portugal

#4 Mensagem por Filipe Graciosa » quinta jul 31, 2008 11:42 am

Tens razão, na verdade "Branco" era o nome do cavalo de Napoleão :)


Quase todos os lisboetas conhecem esta, sobre a Estátua Equestre de D. José no Terreiro do Paço:

Qual a pata direita do cavalo de D. José?

A pata direita é a esquerda
;)

Cumprimentos
Filipe Graciosa Jr

Sofia e Sabre
Monitor de Equitação
Mensagens: 305
Registado: quarta abr 18, 2007 5:43 am

#5 Mensagem por Sofia e Sabre » quinta jul 31, 2008 12:29 pm

Sou Lisboeta e nunca tinha ouvido essa... já estou um bocadinho mais culta!

Avatar do Utilizador
Filipe Graciosa
Site Administrator
Mensagens: 1255
Registado: quarta out 29, 2003 8:27 pm
Localização: Lisboa, Portugal

Re: Anedotas com cavalos

#6 Mensagem por Filipe Graciosa » terça nov 10, 2009 3:47 am

Caros Forenses,

Mais uma anedota:

Aquele que, ao longo de todo o dia, é activo como uma abelha, forte como um touro, trabalha que nem um cavalo e que ao fim da tarde se sente cansado que nem um cão, deveria consultar um veterinário. É bem provável que seja um grande burro.

Cumprimentos
Filipe Graciosa Jr

Avatar do Utilizador
saitam
Sela 01
Mensagens: 44
Registado: quarta ago 26, 2009 4:19 pm

Re: Anedotas com cavalos

#7 Mensagem por saitam » quarta nov 11, 2009 12:27 pm

Cá vão mais umas:

------------------------------

— Ó tio José: qual é mais veloz — um cavalo de corridas ou um pombo?
— Se forem os dois a pé, é o cavalo.

------------------------------

Os irmãos Joaquim e Manoel ganharam de herança dois cavalos - um para cada um.

Para evitar confusão, eles resolveram mandar cortar as orelhas de um dos cavalos. Manoel ficaria com o das orelhas cortadas e Joaquim ficaria com o das orelhas inteiras. Na hora de fazer o serviço, o veterinário se atrapalhou todo e terminou cortando as duas orelhas dos dois cavalos.

E agora? O que fazer?

- Vamos fazeire um sorteio - sugeriu o Joaquim.

Fizeram o sorteio. Joaquim ganhou o cavalo branco e Manoel ganhou o cavalo preto.

------------------------------

Um cavalo estava doente e nem sequer se põe em pé e o dono chama o veterinário.
Após um exame, o veterinário diz ao dono:
- Pois, o seu cavalo está mal, mas acho que se pode recuperar... Vou-lhe dar esta receita e venho cá daqui por dois dias. Se o cavalo não recuperar, poderemos ter que o abater.
Mal o dono e o veterinário saiem, o porco vem falar com o cavalo:
- Vá lá, pá! Coragem! Tens que te levantar! Olha que senão vão-te abater!
Dois dias depois o veterinário volta a ver o cavalo e diz:
- Pois, continua na mesma... Mas vamos fazer mais uma tentativa com uma dose mais forte do medicamento. Se não recuperar, vamos ter que o abater.
O porco vem novamente falar com o cavalo:
- Anda lá, levanta-te! Olha que vais ser abatido!
Quando o veterinário regressa, o porco vê o carro a chegar e vai imediatamente falar com o cavalo:
- Ele vem aí! Ele vem aí! Vamos, levanta-te! Força! É a tua vida que está em jogo! Vá, a pé!
O cavalo faz um esforço tremendo e lá se consegue pôr a pé, mesmo antes do veterinário e do dono entrarem.
O veterinário olha para o cavalo e diz:
- Olhe, parece que está melhor. Afinal já não vai ser preciso abatê-lo.
O homem grita para a mulher, que estava fora do celeiro:
- Mulher! O cavalo está melhor! Já não temos que o abater! Temos que comemorar! Vamos matar o porco!

------------------------------

Uma rapariga chamada Marina estava a passear no campo e foi atropelada por uma debandada de éguas. Qual é o nome do filme?
Vinte mil éguas sobre Marina.

------------------------------

Está um gajo descansadinho da vida sentado no seu sofá, a ver futebol, quando de repente, vinda não se sabe donde, leva com uma frigideira na cabeça.

O desgraçado, de joelhos no chão, vendo estrelas por todo o lado, volta-se para a mulher:
- Atão?!?! Tás parva ou quê?!?! O que é que se passou??

- Isto é pelo bilhete que acabei de encontrar no bolso das tuas calças, e que tem o nome Marilú e o número 7500589, respondeu ela.

- “Vê-se mesmo que és estúpida!!! Isso foi da última vez que fui às corridas de cavalos. Marilú era o nome do cavalo, 7500 foi o valor que eu apostei, 58 era o número do cavalo e 9 a corrida em que o cavalo entrou…Vai para cozinha e não me chateies mais! Tarada…”
E ela:
- “Errei…mas…bom…quer dizer… ó meu amor desculpa, desculpa, não volta a acontecer…”

Passados 2 dias, está o homem outra vez contente da vida, a ver os resumos da bola, quando…. Pimba, leva com a panela de pressão nos cornos…
Completamente tonto, deitado no chão e ainda não refeito da pancada, grita:
- Porra, pá!!! Atão?!?! Outra vez!!!! O que é que foi agora?”

A mulher responde:
- “O teu cavalo está ao telefone…!!!

------------------------------

À saída de um estádio de futebol em Lisboa, um adepto armou-se em engraçado com uma mulher da GNR a cavalo:
“- Eh, sabe que o seu cavalo está a espumar da boca?”

Rápida como uma seta, ela responde-lhe:
“- Também você estaria, se estivesse seis horas entre as minhas pernas…”

Responder

Voltar para “Diversos”