trec 2007 arcos de valdevez

Fórum da modalidade e de Turismo Equestre

Moderadores: Filipe Graciosa, Mena, cervantes

Responder
Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
João dee Deus
Mestre de Equitação
Mensagens: 2845
Registado: quarta fev 16, 2005 12:49 am
Localização: Covilhã./.AÇORES

.

#46 Mensagem por João dee Deus » quinta mai 17, 2007 3:40 am

Adriano

Claro...vamos ao trabalho e os "putos" estão primeiro...indiscutivelmente.

Obrigado pela Lua,mas não devo poder ir.
Ela agora por fim já me estava a reconhecer...talvez como um ganda chato....mas com mais uns treinos vai ao lugar.
Potencialidades tem...só que aquela cabeça que tem de controlar tudo e ver muito bem primeiro e não se entrega ao cavaleiro, que é uma caracteristica dos garranos, é que tem de ser trabalhada.

saudações aos Marialvas
Continuo neste Fórum, agora com a intenção de ver se aprendo alguma coisa, mas com o teclado avariado... LOL...

equivaldevez
Sela 01
Mensagens: 27
Registado: quarta mai 31, 2006 6:05 am

#47 Mensagem por equivaldevez » quinta mai 17, 2007 4:36 am

Caro João,

Os cavalos da equivaldevez são cavalos que são usados no Trec pelos nossos alunos mas tambem são usados nos nossos passeios equestres e como bem sabes a gente arranja e o turista salvo raras excepecões desarranja. A Lua inclusivamente já foi a Santiago de Compostela.
Por isso é que a nossa actividade é diferente das outras actividades equestres, não temos que adapetar o cavalo para determinado exercicio ou disciplina; mas sim escolher um cavalo adequado para cada cliente e realizar um passeio equestre em segurança onde o cliente desfrute em pleno do cavalo de seu habitat natural ou seja O CAVALO DE PLENA NATUREZA.

Abraço

Adriano

Avatar do Utilizador
cervantes
Monitor de Equitação
Mensagens: 465
Registado: segunda dez 12, 2005 8:19 pm
Localização: Londres / Porto
Contacto:

Prova dos Arcos

#48 Mensagem por cervantes » quinta mai 17, 2007 9:27 am

Caro Adriano,

Dou-me ao trabalho de escrever este “post” em forma de “carta-aberta” motivado por duas grandes razões:

- Ainda me apraz considerar a nossa (agora beliscada – mas espero que não passe disto) amizade.
- Não permitir a ninguém ataques levianos e/ou tentativas de contra-informação relativamente ao trabalho desenvolvido pela ANTREC na concretização dos seus objectivos estatutários, mesmo estes/estas partindo de seus ex-directores (que só deixaram de o ser porque assim o quiseram).

Não vou aqui falar do trabalho já concretizado e mérito desta Associação em prol do nosso Turismo Equestre pois este é conhecido e reconhecido por todos aqueles que estão minimamente ligados à comunidade equestre nacional, facto que contraria de “per si” as infelizes afirmações que fizeste aqui no fórum da “cavalonet on-line” (onde por acaso ainda sou moderador e com um simples Click te poderia silenciar… mas que o meu sentido democrático Europeu – e não latino-americano como afirmas, o não permitiu).

Não tenho pessoalmente nada contra a Equivaldevez, nem contra a prova de TREC que anualmente a vossa sociedade realiza, bem pelo contrário… se calhar realiza-a hoje graças ao meu pessoal empenho e determinação de outrora. Se bem te recordas… o “inimigo”, aquele que escreveu queixas à FEP… não fui eu. Lembras-te?! Eu sou aquele que vos defendeu e que assegurou que a 1ª prova de TREC dos ARCOS se realizasse… que não vos deixou ficar mal perante “sponsors” e Câmara Municipal. Andei a montar a pista convosco… a pegar nos troncos… ensinei-vos a construir uma banqueta em 30 minutos! E etc….etc…etc…

Periodicamente comento factos de interesse relevante do TREC Nacional, em diversos veículos de informação da especialidade (e não só) fora daqueles pertencentes a esta Associação (site/newsletter), como é por exemplo o caso da Revista “EQUISPORT ON-LINE” que aqui referes. No fundo, é-me reconhecido por estes órgãos de comunicação social o estatuto de “COMENTADOR”. Não sou Jornalista, sou um Técnico, um profissional reconhecido nesta área especifica que COMENTA (à sua conta e risco) este e aquele aspecto. Também os há na política, no futebol, etc.

Quando escrevo nestes órgãos de comunicação social procuro ser o mais objectivo possível, sendo que, não é meu factor Omega noticiar determinado evento ou questão, mas sim, á luz do meu bom-senso e “know-how” adquiridos, COMENTÁ-LO.

COMO É/FOI e como ACHO/ENTENDO QUE DEVERIA SER.

É sobre estas premissas que escrevo. Sei o que escrevo, como escrevo e porque o escrevo. Esse trabalho e exercício intelectual é-me exigido. Não falo por falar… por isso… escrevo... na primeira pessoa do singular.

Procuro basear-me em FACTOS. Acontecimentos ou evidências maioritariamente consensuais e delas “abstrair” conclusões.

Relativamente ao meu artigo acerca da prova dos Arcos, disse aquilo que tinha de dizer… sem pretender prejudicar quem quer que fosse, reuni os factos e dados disponíveis e… comentei. Como fiz com o meu anterior artigo (prova da CL) e como farei certamente com muitos mais.

Então, vamos lá pegar em mãos do bisturi e vamos “dissecar” este artigo de opinião (que serviu também para informar as classificações da prova).

Acompanha-me:


Tu próprio dás a conhecer no site da ANTREC a tabela de pontuações da prova dos arcos: 13 cavaleiros, contados e recontados.
Contacto telefonicamente alguns cavaleiros participantes, ouço os seus comentários relativamente à prova.
Comparo os resultados que aqui tu próprio disponibilizas enquanto elemento da CO desta prova, com outros em arquivo deste ano e até com resultados de anos anteriores.
Analiso.
Verifico conjuntos e suas prestações nas diversas provas.
Verifico quem está, quem não está, quem está “deslocado” e quem poderia estar… mas não está.
Faço contas.
TIRO CONCLUSÕES.

Ora, é nestas conclusões (e que qualquer outro mortal que siga este método de analise factual, tirará), que me baseio para COMENTAR.

Repito, não sou Jornalista, apenas comento… não preciso de ver como o S.Tomé, não tenho necessidade de estar “lá”. Basta-me ter acesso a alguns elementos (factos – alguns dos quais fornecidos por ti neste caso) para poder escrever e dar a conhecer ao publico a minha “perspectiva da coisa”.

Foi o que fiz… e continuarei a fazer.

Pelo exposto, Adriano, fiquei sentido com as tuas palavras e acções do dia de hoje (ontem). Pessoalmente penso que não as mereço, nem a ANTREC, que também te tem vindo a ajudar!

Não te peço “vassalagem” nem “obediência cega”… mas fica sempre bem algum sentimento de gratidão e/ou mera simpatia por com aqueles que desde o primeiro minuto que te conheceu, só te tem feito o bem… em troco de… imerecida ingratidão.

Quem me dera que a prova dos Arcos venha a ter 190 conjuntos a participar! É sinal de que tudo corre bem. É para que isso aconteça que luto todos os dias.

Agora, Adriano, nunca mais voltes a dizer ou até a pensar (que também é pecado), que eu pessoalmente ou a ANTREC não queremos o bem da modalidade…. Não o merecemos, quanto mais vindo de ti e da Equivaldevez.

Quanto ao facto de ter mandado bloquear os tópicos relativos á prova dos arcos, tal só aconteceu porque chegaste a escrever hoje que pretendias intentar uma acção judicial contra quem esteve ligado directa e indirectamente a esta notícia. Desta forma fica assegurado que ninguém pode alterar o conteúdo do tópico.
No entanto… tens a possibilidade (como eu agora o fiz também no fórum da ANTREC, que como dizes e muito bem é o fórum da especialidade, tal como existe o fórum do Horseball, da Dressage... ) de escrever aquilo que quiseres (dentro dos limites do estabelecido pelas regras de utilização desse mesmo fórum, respeitando os limites que são exigidos a um Cavaleiro - se vieres com escritos do nível que utilizaste aqui na Cavalonet podes crer que o post será apagado, 70% dos seus utilizadores activos são menores).
Lá, podes até abrir novos tópicos, estás á vontade...

Nada te está negado quem não esteja a todos os OUTROS UTILIZADORES.


Um abraço TRECeiro,

Virgílio Cervantes

equivaldevez
Sela 01
Mensagens: 27
Registado: quarta mai 31, 2006 6:05 am

#49 Mensagem por equivaldevez » sexta mai 18, 2007 5:58 am

"Amigo" Virgilio,

fica te muito bem o papel de incompreendido e injusticado. Após ler a tua resposta tenho infelizmente de esclarecer algumas coisas para que não fiquem mal entendidos.
- com amigos como tu quem precisa de inimigos?
- quanto aos ataques e tentativas de contrainformação relativamente ao trabalho desenvolvido pela ANTREC, apenas tenho a dizer que para além de um site na internet pouco mais existe ou se existe é mesmo só no site da internet. Vou apenas dar dois pequenos exemplos relativos ao ano 2007:
- o grande evento nacional e internacional de TREC no ano 2007, organizado pela ANTREC, amplamente difundido no site da ANTREC desde o ano passado, com um orçamento de 30000€ e que infelizmente foi cançelado.
- no campo do turismo equestre a ANTREC também tinha divulgado amplamente uma peregrinação a cavalo a Santiago de Compostela para o dia 16 de Abril, que já contava com inumeros participantes, que também foi adiada ou cancelada.
Pessoalmente não tenho nada contra a ANTREC, nem contra as actividades por ela realizadas, mas como bem dizes, sou um ex-director e as vezes as pessoas podem pensar que fui excluido ou expulso, mas não. Afastei-me quando verifiquei, após 4 reuniões de direcção, que o tema era sempre o mesmo ou seja como é que vamos tramar a Federação Equestre Portuguesa.
Falaste, e em boa hora, na primeira prova dos arcos que realmente ajudaste a montar a pista de PTV nas nossas instalações. No
que diz respeito a defesa da Equivaldevez, deves estar a fazer alguma confusão. Pensa comigo: Quem organizava a prova, era na altura a ANTREC, da qual a EQUIVALDEVEZ ainda não fazia parte, por isso a guerra não era com a EQUIVALDEVEZ. Nós apenas cedemos as nossas instalações gratuitamente a ANTREC. Todo o material e maquinas necessárias a elaboração da pista de PTV ficou a cargo da EQUIVALDEVEZ. No que diz respeito as receitas da prova, se bem te lembras, o dinheiro das inscrições foi todo para a ANTREC. Resumindo e concluindo, a ANTREC organizou a prova e levou o dinheiro, a EQUIVALDEVEZ arranjou prémios, tratou da logística, cedeu as instalações gratuitamente e ganhou experiência.
Tenho que te dar valor numa coisa, foste tu que lançaste o TREC em Portugal, fora isso não vejo mais nenhum contributo que tenhas dado. Vou te lembrar de mais uma coisa: Já estiveste na FERDERAÇAÔ EQUESTRE PORTUGUESA; já tiveste o passaro na mão,mas deixaste o fugir.
No que diz respeito a tua vertente de comentador e jornalista, esse trabalho e exercício intelectual que te é exigido, mais não passa de que "papagaiadas" que me desculpem os papagaios pois nunca vi nenhum papagaio a mentir. Se querias realmente saber o que se tinha passado na prova de TREC Arcos de Valdevez 2007, poderias ter estado presente, pois foste convidado. Como recusaste o convite, poderias ter pedido a CO que te enviasse todos os dados referentes a prova. Seria-te muito facil e poupava-te de algums embaraços futuros. Já ouvi falar em "comentadores de sofa", mas esses veêm as coisas sempre distorcidas. Penso que é neste grupo de comentadores te encaixas perfeitamente.
Sem outro comentario
Adriano Santos

Avatar do Utilizador
cervantes
Monitor de Equitação
Mensagens: 465
Registado: segunda dez 12, 2005 8:19 pm
Localização: Londres / Porto
Contacto:

#50 Mensagem por cervantes » sexta mai 18, 2007 6:30 am

Ah! aH! aH!

Caro Adriano,

A queixa apresentada na FEP foi nos seguintes moldes:

A Equivaldevez não tem Alvará de funcionamento (este não tem naquela altura mantém-se - não o tem hoje passadas 3 provas de TREC - A EQUIVALDEVEZ CONTINUA NA ILEGALIDADE!)

Queres confirmar?

Aqui está o link actualizado para a listagem de empresas licenciadas pela DGT até MAIO DE 2007: http://www.dgturismo.pt/stellent/groups ... 006831.pdf

Então se foi a ANTREC esta não é a vossa 3ª PROVA DE TREC, como dizes... é só a 2ª! Não é?

O valor recebido das inscrições (se te recordas e posso colocar on-line as contas - pois a ANTREC paga os seus serviços INTERNET, já agora aproveito para te informar - há varias semanas que o vosso site se encontra "suspenso") não foi o suficiente para pagar as despesas com os Juízes... o resto foi tostão da Associação.

Quem recebeu os 300 contos da Câmara Municipal foste tu... não foi? A ANTREC tomou conhecimento desta verba através da acta da reunião da Assembleia Municipal dos Arcos de Valdevez.

Podia continuar... mas isso seria lavar roupa suja e recuso-me a tal.

Não ando atrás de "passarinhos" bem pelo contrário, por tal, o teu caso será atendido... amanhã cedo.


Cts TRECeiros

Virgílio Cervantes

Avatar do Utilizador
cervantes
Monitor de Equitação
Mensagens: 465
Registado: segunda dez 12, 2005 8:19 pm
Localização: Londres / Porto
Contacto:

#51 Mensagem por cervantes » sexta mai 18, 2007 7:28 am

Já agora Adriano, só por curiosidade...

Onde foste buscar a data de 16 de Abril para a Peregrinação Equestre a Santiago????!!!!

Ela tem data marcada, vai realizar-se... mas não nessa data!

Cts TRECeiros

Avatar do Utilizador
cervantes
Monitor de Equitação
Mensagens: 465
Registado: segunda dez 12, 2005 8:19 pm
Localização: Londres / Porto
Contacto:

#52 Mensagem por cervantes » sexta mai 18, 2007 7:56 am

Para terminar "amigo" Adriano,

Aqui está o link para um dos tais artigos que de acordo com a tua perspectiva são desprovidos de interesse e credibilidade, mas que informa em linhas gerais os procedimentos necessários para se ter um Centro de Turismo Equestre dentro da LEGALIDADE:

http://www.equisport.pt/gca/index.php?id=719

Como podes verificar neste artigo, a ANTREC dá o respectivo apoio técnico e jurídico aos associados que pretendam legalizar o seu Centro, aliás, da mesma forma que efectuou a tua inscrição como responsável técnico junto do IDP, a custo ZERO!

Cts TRECeiros

equivaldevez
Sela 01
Mensagens: 27
Registado: quarta mai 31, 2006 6:05 am

#53 Mensagem por equivaldevez » sexta mai 18, 2007 3:44 pm

bom dia,

quanto ao alvara a Equivaldevez não precisa dele para estar dentro da legalidade, porque trabalhamos dentro de um espaço ao qual foi atribuido o alvara de agro turismo. Mas ao avaliar a tua preocupação com a legalidade da Equivaldevez, faz me pensar que foste tu que enviaste os téqunicos da ASAE no passado mês do Março, mas felizmente para a Equivaldevez, todo se encontrava em conformidade.
Subsidios da Câmara, para provas TREC, apenas recebemos, e é publico, 2000€ em 2006 e 3000€ em 2007.

Se preferes continuar lavar a roupa suja, o problema é teu, nós por ca temos mais que fazer.

Com os melhores comprimentos.
Adriano Santos

Avatar do Utilizador
cervantes
Monitor de Equitação
Mensagens: 465
Registado: segunda dez 12, 2005 8:19 pm
Localização: Londres / Porto
Contacto:

#54 Mensagem por cervantes » sexta mai 18, 2007 6:45 pm

Adriano,

Já disse que não vou lavar aqui roupa suja, não o faço, esforço-me por o não fazer. Ainda bem que pelo menos aqui chegamos a acordo.

Agora vou informar-te que apesar da EQUIVALDEVEZ, LDA se encontrar em terrenos duma Exploração Agro-Turistica eventualmente licenciada como tal - Quinta do Fijó, pertencente á familia do teu amigo e sócio Carlos, essa situação geográfica não concede privilégios de "partilha" de Alvarás, são empresas diferentes, são pessoas juridicas diferentes, funcionando com objectos diferentes, ou seja a Quinta do Fijó tem como objecto o AgroTurismo e a Equivaldevez o Turismo Equestre e Escola de Equitação.

Por tal, lê lá com atenção o artigo que te indico no post anterior pois a Equivaldevez encontra-se na Ilegalidade. Esta informação é grátis e tenho a impressão que é já repetida.

Quanto à ASAE, não fui eu que efectuei a denuncia, já me deves conhecer o suficiente para saber que não faço nem digo nada "pelas costas", as minhas acções são sempre frontais, tal como as minhas declarações ou comentários. Tenho esse defeito.... ou virtude?!

Agora Adriano, a minha opinião é a de que alguém se está a servir de ti para me atacar, tentando provocar o meu "mau feitio" na tentativa de provar não sei o quê.

Deixa lá isso e não marques jogos entre equipas que disputam campeonatos diferentes, o resultado é sempre facil de prever.
Repito que nada fiz para merecer as tuas atitudes e palavras, apenas não participei na prova dos Arcos... só isso.

Vamos encerrar este assunto se queremos preservar a nossa amizade, repara que Presidentes das Comissões Técnicas, de Federações, de Associações, vão e vêem, hoje estão... amanhã já não: Agora os Amigos, esses devem manter-se toda a vida.

Não vás em conversas de falsos demagogos iluminados nem de deseperados de causa. Be Happy!

Cts TRECeiros

Virgílio Cervantes

equivaldevez
Sela 01
Mensagens: 27
Registado: quarta mai 31, 2006 6:05 am

#55 Mensagem por equivaldevez » domingo mai 20, 2007 3:49 pm

Virgilio,

A Equivaldevez para tua informação encontra-se em situação prefeitamente legal, e não sou eu que o digo mas sim um parecer emitido pela DGT agora chamada TURISMO DE PORTUGAL.

Como sabes bem, eu não ando a soldo de ninguem nem participo em jogos de bastidores. Não tenho estomago para isso.

A noticia que escreveste na equisport online é que despoletou tudo isto, não foi mais nada, porque repito " NÃO REVELA A VERDADE DOS FACTOS E TEM COMENTARIOS DESAJUSTADOS DA REALIDADE"
prejudicando essencialmente a EQUIVALDEVEZ e o TREC.

Acho tambem que esta na altura de por um ponto final nesta conversa,

Com os melhores comprimentos.
Adriano Santos.

Responder

Voltar para “TREC e Turismo Equestre”