Parece que desapareceram todos????

Aqui debateremos o jantares, encontros e opiniões sobre o que acham da Comunidade de Users Cavalonet

Moderador: Filipe Graciosa

Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
horse_lover
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 144
Registado: quinta fev 05, 2004 11:15 am
Localização: Porto, V.N.Gaia

#16 Mensagem por horse_lover » quinta dez 08, 2005 10:13 am

ANA

Vou-te transmitir a minha experiência pessoal:

Eu, como tu, sou aluna de escola, que monta os "cavalos da escola". Não sou eu que escolho quem monto, apenas monto quem me mandam montar.
Desde que estou naquele centro hípico já montei cerca de 4 cavalos diferentes. Um deles (o segundo que eu montei) ficou 'cá dentro' (se é que me entendes). Desde aí quase sempre a montei... (salvo raras excpções). A verdade é que ela era uma égua muito difícil de por a saltar, pois borregava ou negava quase todos os saltos. Eu era das poucas pessoas que a punha a saltar. Lembro-me de uma vez, que depois de borregar a um, negar outro, e outro, e outro... Eu disse calmamente..."Vá ruça...temos que conseguir!" pu-la a galope...e quando ela se começou a acelerar (pois ficava nervosa) disse: "vá, calminha..."... A verdade é que um pouco antes de chegar ao obstáculo, ela acalmou... pelo que, antes de xegar à vara de entrada só disse: "vá...vamos tentar, vamos conseguir...e Hop!"

Foi o melhor salto que fiz com ela até ao momento... :)

Por isso...a ligação que tens com um cavalo não tem que ser igual para todos...(e vice-versa)
Sempre, antes de a tirar da box falo imenso com ela, dou-lhe festas (atrás das orelhas - ela gosta tanto que até inclina a cabeça). Por vezes dou-lhe um pacotinho de açúcare depois de ter tado com ela...nas calmas...na boa...Tiro-a da box e começa o periodo de limpeza e aparelhar.

Mesmo quando monto outros cavalos vou ter com ela, e faço a mesma coisa...festinhas...mimo! Para cavalos que recebem pouco...vale MUITO!

Espero ter ajudado...com a minha pequena experiência pessoal!
Ana Patrícia
Imagem

Avatar do Utilizador
João dee Deus
Mestre de Equitação
Mensagens: 2845
Registado: quarta fev 16, 2005 12:49 am
Localização: Covilhã./.AÇORES

c

#17 Mensagem por João dee Deus » quinta dez 08, 2005 11:42 am

Ana

Também és uma "encantadora de Cavalos".

Aliás todos os que conseguem essas pequenas victórias o são.

Se te consegues destacar perante os Cavalos,dentro do clima de uma escola,é porque ele te reconhece como digna disso.

Agora é só explorar a situação.

Aquilo que disse à outra ANA,é o normal,o teu caso é uma excepção pela coincidência de se juntarem as duas,porque com outros Cavalos pode não te acontecer o mesmo.Mas acontecerá sempre mais contigo do que com a maioria das pessoas.

SaudaçõesMarialvas
Continuo neste Fórum, agora com a intenção de ver se aprendo alguma coisa, mas com o teclado avariado... LOL...

Joaquim Eduardo
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 59
Registado: quinta abr 29, 2004 8:12 am
Localização: genebra Suissa
Contacto:

#18 Mensagem por Joaquim Eduardo » quinta dez 08, 2005 1:59 pm

Ana
ou Anas

Eu tambem, pratico equitação num clube hipico, no meu clube existem 60 cavalos, uns 10 dos quais posso montar segundo a disponibilidade do cavalo, e as horas que ele trabalhou no dia. tenho na média 2 horas por semana. Para mim é tão ou mais importante o tempo que eu passo a tratar dos cavalos, que o tempo que passo a monta-los.
Tento chegar sempre uma hora antes da aula para os limpar etc, e fico sempre uma hora depois da aula.

Deixa-me contar-te o que me aconteceu em portugal, sempre que posso vou a portugal passar umas ferias e aproveito para ter umas liçoes de equitação, pois o ano passado num grande centro equestre do centro do pais, cada vez que chegava a aula, o cavalo estava sempre preparado por um tratador, e o mesmo acontecia com os outros alunos.
Ficaram muito admirados por eu insistir que queria ser eu a limpar o cavalo, antes e depois das aulas.
O que me deu a entender que os muitos alunos tem aulas so mesmo para andar em cima do cavalo.

Amicalmente

Avatar do Utilizador
João dee Deus
Mestre de Equitação
Mensagens: 2845
Registado: quarta fev 16, 2005 12:49 am
Localização: Covilhã./.AÇORES

c

#19 Mensagem por João dee Deus » quinta dez 08, 2005 2:51 pm

Joaquim

É exatamente o que acontece na maioria dos casos, principalmente com Cavalos particulares. Só aparecem para passar a perna.

Já tenho tido aqui alunos da UBI,que dizem amar os Cavalos,aos quais faço condições especiais,que as primeiras vezes como é só passar a perna tudo vai bem,mas quando lhes digo para virem mais cedo e limparem os Cavalos porque eles andam a campo,nunca mais aparecem.

"uma estranha forma de amar",no mínimo.

saudações Marialvas
Continuo neste Fórum, agora com a intenção de ver se aprendo alguma coisa, mas com o teclado avariado... LOL...

Joaquim Eduardo
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 59
Registado: quinta abr 29, 2004 8:12 am
Localização: genebra Suissa
Contacto:

#20 Mensagem por Joaquim Eduardo » quinta dez 08, 2005 3:33 pm

Sr João de Deus

pois chamo isso um "snobismo" e sou da opinião que deveria acabar.
No centro equestre onde eu ando, são os alunos que preparam os cavalos, e a primeira aula é para nos explicarem as bases da preparação dos cavalos, como pedir os cascos etc.

amicalmente

Avatar do Utilizador
balza
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 139
Registado: segunda mai 09, 2005 3:08 pm

#21 Mensagem por balza » quinta dez 08, 2005 4:40 pm

Eu acho que antes de se porem em cima dos cavalos deveriam começar por ir busca-los a boxe, limpa-los, leva-los pro campo, e depois montar.No fim se der andar com eles à mão pelo pasto, perceber o que é o animal em si porque para muita boa gente o cavalo não passa de um cão grande :wink:

Pelo menos é assim que aqui funciona com os alunos. Cada um aparelha e desaparelha o seu cavalo.

Eu mesmo quando vou para concursos não levo tratador, sou sempre eu que trato dos cavalos. Muita gente se questiona porquê, mas eu prefiro e sinto-me melhor assim.O que é certo é que sinto que os cavalos me conhecem e que eu o conheços, e sei o que esperar deles ;)
Ainda hoje não montei, cheguei lá e limitei-me a solta-los no pasto e vê-los correr
:D

Avatar do Utilizador
balza
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 139
Registado: segunda mai 09, 2005 3:08 pm

#22 Mensagem por balza » quinta dez 08, 2005 4:42 pm

Acho que as pessoas ao lidarem com eles evitam certas perguntas e certas reacções como é a situação em que os cavalos sacodem as moscas e as pessoas ou se assustam ou ficam muito admiradas "Aiii porque é que ele fez isso?Eles abanam-se assim tanto quando os montamos??" e coisas do género :p

Se andar a cavalo fosse como estar sentado no sofá da sala não tinha piada ;)

Joaquim Eduardo
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 59
Registado: quinta abr 29, 2004 8:12 am
Localização: genebra Suissa
Contacto:

#23 Mensagem por Joaquim Eduardo » sábado dez 10, 2005 2:23 pm

A Ethologia ao serviço da Equitação


Pergunte a si mesmo
O que é o que melhora a amizade com o cavalo?


Claro que a oferta alimentar é apreciada pelo cavalo e mantem a amizade, pelo menos o prazer do cavalo vir ter com o homem que chega sempre com os bolsos cheios de guloseimas. Mas não é primordial.

O que é primordial, é passar tempo com o seu cavalo, gratuitamente, sem nada lhe pedir. Os cavalos "amigos" estão juntos 24h/24 e o cavalo tem dificuldade dar um sentido ao facto de os bípedes (nós) que se dizem amigos dele, mas chegam como o relâmpago, prepara-o em velocidade, monta-lhe em acima, para depois repartirem tão rapido como chegaram. Este tipo de comportamento não entra no âmbito da amizade para o cavalo, enquanto que convém melhor para o gato, carnívoro e relativamente solitário. É provável que o cavalo que permanece no seu box ou no seu pasto e vê o seu dominante (humano) partir resigna-se a não poder segui-lo, mas isso não tem nenhum sentido para ele.

Os cavalos "amigos" passam os dias a se "mordilhar/limpar" mutualmente. E se o seu cavalo tentar "mordilhar", não lhe dê uma palmada é a sua amizade que ele lhe oferece, geralmente timidamente. (atenção, mordilhar com as beiças, não Morder que é inaceitavel). De modo geral vão "mordilhar" com os lábios/beiças.
E o piscar d'olhos? Pode rir-se, tente com os cavalos quando chegar pasto/box, tente com com os cães que cruzar na rua, os gatos, etc. ao primeiro contacto, todos os animais respondem dun piscar d'olhos (como? piscar d'olhos, pois experimente). Atenção, a resposta é quase imediata: se fechar os olhos durante um segundo, não terá resposta. Ficará surpreendido pelo acolhimento que eles lhe.
Os animais, e particularmente os cavalos, respondem à este sinal, mesmo de grande distancia, isso faz parte da sua linguagem: aproveitem!

amicalmente

ANA.
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 52
Registado: segunda nov 14, 2005 11:22 pm

#24 Mensagem por ANA. » domingo dez 11, 2005 6:53 pm

Olá!!!

Já vi que regressaram do Porto. Eu mais uma vez tive trabalho este fim de semana e fiquei a lamentar ter perdido uma oportunidade de conhecer alguns Marialvas. Fica para a próxima.

Agradeço todas as vossas experiências. O que o Joaquim acaba de dizer deixa-me um pouco desmoralizada. Eu faço 100 KM todos os dias para ir montar a um local de que gosto muito(ao domingo os bicharocos descansam) e não tenho mais do que uma hora e meia para lá estar.

Tento chegar sempre a horas, porque adoro ajudar a preparar o cavalo, e no fim sou sempre eu que lhe dou a banhoca da ordem, e o volto a pôr na boxe. Agora na altura do frio até tem direito a uma secagem com paninho sobretudo nas pernas para ficar mais confortável.

Acho que ele me conhece bem. Mas de facto... vou lá sempre para lhe dar trabalho :shock:
Amanhã vou ver se me pisca o olho!
Se isso acontecer, caros amigos vou passar um belo dia!!!!
:D

João, estou a fazer precisamente essas contas à minha vida. Neste momento não posso viver muito longe de Lisboa (mas já vivo fora, e praticamente no campo). Hei-de acabar os meus dias a viver no meio de cavalos!

Saudações!
Boa semana de trabalho para todos.

Avatar do Utilizador
João dee Deus
Mestre de Equitação
Mensagens: 2845
Registado: quarta fev 16, 2005 12:49 am
Localização: Covilhã./.AÇORES

c

#25 Mensagem por João dee Deus » domingo dez 11, 2005 9:46 pm

Joaquim

É possivel que eu esteja a exagerar,mas evito olhar os meus Cavalos nos olhos.Prefiro que sejam eles a fazerem.no para que estejam sempre atentos ao que faço.

Só olho nos olhos quando me zango,e aí eles ficam comprometidos e quease que envergonhados.

Os beliscões com os beiços,são perigosos,porque isso é realmente querer comunicar,só que cada vez "falam" mais alto até meterem os dentes para serem mais convincentes,o que é natural.

Há que manter uma amizade mas,eles podem abusar,e aqueles qulos todos a "dizerem" coisas podem machucar.

Vou pôr aqui mais um pouco do meu livro:

""""Quando nos zangamos com eles, se numa posição estática os olharmos fixa e demoradamente nos olhos, eles sentem o nosso sentimento e acusam a pressão do nosso olhar. Isto terá maior efeito se não for habitual esta comunhão de olhares. No dia a dia, não se o deve fazer.
É uma arma para ser usada em casos especiais.
Por vezes, mesmo sabendo que não devem fazer algo que lhes agrada, tentam sempre a sua sorte, na esperança de já termos mudado de ideias, ou de já termos baixado a guarda.
De certa maneira reagem perante os Homens, como um miúdo de quatro ou cinco anos. Existem muitas semelhanças no seu comportamento, há quem o tome isto por certo e lide com eles como tal. Pessoalmente concordo, e possivelmente será este o secreto motivo da atracção que eles exercem no sexo feminino, pelo instinto maternal.
Li que no Estado Unidos, mais de oitenta por cento dos possuidores de cavalos para lazer, são Mulheres. No desporto com certeza não será tanto assim.""""

Saudações Marialvas
Continuo neste Fórum, agora com a intenção de ver se aprendo alguma coisa, mas com o teclado avariado... LOL...

Avatar do Utilizador
João dee Deus
Mestre de Equitação
Mensagens: 2845
Registado: quarta fev 16, 2005 12:49 am
Localização: Covilhã./.AÇORES

c

#26 Mensagem por João dee Deus » domingo dez 11, 2005 10:03 pm

ANA

Explica lá isso dos 100 klm.por dia para montares?

Isso já parece mais um sacrifício,e não é possivel que chegues com calma suficiente para teres prazer no que fazes.

Cuidado com as correntes de ar depois do banho,especialmente em sítios onde o Cavalo não as pode evitar.
Quando no peito,é muito mau.Até nem o deves lavar,nema barriga.
Já aqui disse,que esses são os sítios que eles defendem a todo o custo quando estão à chuva.Mesmo depois da maior chuvada,o peito e a barriga estão sempre secos.Eu de Inverno e com frio não os lavo.
É vendo o que acontece na Natureza que podemos aprender e emitar,e no final de contas,é o que lhes acontece hà milhares de anos e a que eles por essa razão estão mais do que adaptados.Não nos compete inventar em nome de um Deus qualquer.(A nossa inteligência)

saudações Marialvas
Continuo neste Fórum, agora com a intenção de ver se aprendo alguma coisa, mas com o teclado avariado... LOL...

ANA.
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 52
Registado: segunda nov 14, 2005 11:22 pm

#27 Mensagem por ANA. » segunda dez 12, 2005 6:22 pm

Olá

João já aqui contei que tive um cavalo e a coisa correu mal. Quando o bicho se tornou intratável falaram-me de um professor que talvez conseguisse ensiná-lo. Esse professor trabalha a 50 km da minha casa.
Agora já não tenho o cavalo mas sinto que estou a aprender muito todos os dias, e por isso vou lá, religiosamente fazer a aula. A viagem de ida e de regresso soma os tais 100 km que faço com prazer. Ao pé da minha casa há um picadeiro mas andei lá oito meses e não aprendi coisa nenhuma. Enquanto o meu actual professor dá aulas a um aluno de cada vez, no outro picadeiro chegávamos a ser 8 alunos... às voltinhas durante uma hora!!! Não aprendi nada, muito pelo contrário.

Vocês se calhar não imaginam o que acontece a quem anda por aí, por conta própria à procura de professores e de locais para montar. Os barretes são mais do que muitos, e eu dou graças a deus por ter ido parar às mãos destas pessoas. Se não tivesse tido o problema com o cavalo provavelmente teria tido algum acidente e quem sabe até desistido como eu já vi acontecer com muitas pessoas.

Imaginem lá o que é andar oito meses sem evoluir coisa nenhuma! Imaginem aulas rigorosamente iguais. Imaginem aprender a montar com alguém que só diz: " Pernas!! Dá-lhe com as pernas!!!" Eu dava! E entretanto agarrava-me com as mãos à boca dos pobres animais.

O resto eu acho que vocês podem imaginar. O cavalo tinha pânico das mãos. E das pernas também. Quando saí desse sítio montava de pernas abertas, sem encostar sequer a barriga das pernas porque o meu cavalo disparava a galope.

Hoje o cavalo que eu monto tem confiança em mim. Faço asneiras que me farto, mas ele não tem medo de mim. Abençoados 100 km. Saio de lá feliz, todos os dias.

Quanto aos banhos... são por volta das três da tarde se não estiver frio nem vento. Quando a coisa está bera só lhe lavo as pernas, mas mesmo assim a seguir enxugo-lhas com o tal paninho. É um mimo... para lhe agradecer a cooperação! :wink:

Avatar do Utilizador
João dee Deus
Mestre de Equitação
Mensagens: 2845
Registado: quarta fev 16, 2005 12:49 am
Localização: Covilhã./.AÇORES

c

#28 Mensagem por João dee Deus » segunda dez 12, 2005 6:36 pm

ANA

Ainda bem que acertaste com o professor.

Aulas individuais são o melhor que podes ter,e a partir de um certo nível só pode ser assim.

Mais do que dizer o que fazer,interessa dizer e explicar porquê.

Para um aluno dedicado,essa explicação do porquê.é essencial.

O Homem que me despertou para a aprendizagem do ensinamento,dizia que para um aluno dos que vale a pena ensinar,basta um "lamiré" explicando porquê,que eles por umas tiram outras,se é que entendes.

Mas continuo sem perceber se fazes 100 klm por dia,porque foi nessa base que eu disse que era um martírio.Não é que seja importante mas é só por curiosidade.

saudações Marialvas
Continuo neste Fórum, agora com a intenção de ver se aprendo alguma coisa, mas com o teclado avariado... LOL...

ANA.
Sela 04 (estribo de bronze)
Mensagens: 52
Registado: segunda nov 14, 2005 11:22 pm

#29 Mensagem por ANA. » segunda dez 12, 2005 7:27 pm

Olá João

Sim. Faço 100 km todos os dias para poder montar.
A quinta fica a 50 km da minha casa. Vou montar, volto a casa e só depois vou trabalhar. E já o faço há mais de um ano.
Só não vou ao domingo, que é o dia de descanso dos cavalos.

É o que se chama correr por gosto. :D

Responder

Voltar para “Comunidade Cavalonet”