Mega Manifestação a Cavalo pelo 1º Sarg. Luís

Fórum da modalidade

Moderador: Filipe Graciosa

Responder
Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
cervantes
Monitor de Equitação
Mensagens: 465
Registado: segunda dez 12, 2005 8:19 pm
Localização: Londres / Porto
Contacto:

Mega Manifestação a Cavalo pelo 1º Sarg. Luís

#1 Mensagem por cervantes » sexta fev 02, 2007 7:39 am

Caros amigos foristas,

Vou aqui transcrever um artigo que escrevi faz dias no meu blog:

As Injustiças da Justiça

Janeiro 24th, 2007

Hoje não vou escrever sobre cavalos, nem tão pouco vou dizer mal dos Srs. Cors. da FEP!
Hoje vou falar da vida!
Estou farto de assistir neste nosso Portugal (democrático, do povo, pós-25 de Abril) a injustiças praticadas pela justiça.
Sou pai, biologico e ao mesmo tempo de afectos. De 3 crianças maravilhosas!
Compreendo e APOIO o 1º Sarg. Luis, estou a seu lado.
Não compreendo a atitude da nossa Justiça - que não é cega - é CEGUETA e acima de tudo desumana.
Senhores Doutores Juízes de Portugal:
A Lei deve servir o Cidadão, o Cidadão é Alpha e Omega do conceito Justiça. Penso que concordamos.
O Cidadão é um ser Humano (bio-socio-cultural) e preenchido de SENTIMENTOS. São estes sentimentos que o movem dia-a-dia.
São estes sentimentos (abstractos) que condicionam a sua vida, os seus sentimentos de cidadania, afectivos e principalmente de FAMILIA.
Se o POVO entendesse que o factor “sentimento” não deveria ser considerado nos vossos julgamentos, então, estariam V.Exas todos a “chapar massa contra uma parede”, pois facilmente seriam substituidos por simples COMPUTADORES… esses sim, são, á partida, isentos de SENTIMENTOS.
Não tenham medo de aplicar os sentimentos e os meros conceitos morais nos vossos julgamentos, dia a dia, pois eles são a razão do vosso emprego!

A isenção e distânciamento obrigatório da vossa apreciação factual, não vos deve transformar em máquinas, DEUS QUEIRA!


Assim e nesta perspectiva, caso o Srg. Luis não seja LIBERTADO no prazo maximo de 60 dias, PROPONHO-ME organizar uma MEGA MANIFESTAÇÃO A CAVALO, rumo ao estabelecimento prisional de Tomar, onde o 1º Sarg. se encontra encarcerado POR AMOR A SUA FILHA, pedindo a Sua Excelência o Sr. Presidente da Republica o IMEDIATO INDULTO PRESIDENCIAL.

Agradeço a todos os que sentem esta causa o favor de se manifestarem e se possivel participarem!

Cts Cavaleiros,

Virgílio Cervantes

Avatar do Utilizador
João dee Deus
Mestre de Equitação
Mensagens: 2845
Registado: quarta fev 16, 2005 12:49 am
Localização: Covilhã./.AÇORES

.

#2 Mensagem por João dee Deus » sexta fev 02, 2007 7:58 am

Quando vi o titulo deste topico vindo do Cervantes,até apanhei um susto......pensei que vinha aí chumbo grosso.. :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:

Agora asério...

Acho que a aplicação da justiça em Portugal atravessa tambem um problema entre aqueles profissionais de carreira e os "da carreira.".

Até aqui não se destinguiam,mas agora com as exigencias de um povo que já quase todo sabe ler,começam a aparecer as diferenças.
Este caso está a ser emblematico e vai fazer escola.

saudações Marialvas
Continuo neste Fórum, agora com a intenção de ver se aprendo alguma coisa, mas com o teclado avariado... LOL...

Miguel Santos
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 179
Registado: sexta jun 09, 2006 3:47 am
Localização: Leça da Palmeira / Porto

#3 Mensagem por Miguel Santos » sexta fev 02, 2007 10:37 pm

CONTEM COMIGO! :D

É LAMENTÁVEL O ESTADO DE INALTERAÇÃO INSUSTENTÁVEL QUE NÃO SÓ A NOSSA JUSTIÇA MAS TAMBÉM A (DES) PROTECÇÃO SOCIAL ESTÃO VETADAS!

Espero sinceramente que os Órgãos Competentes e as Exmas Sras. Assistentes Sociais, aprendam definitivamente a serem competentes!

Não aceito que tenhamos assistentes sociais de secretária! Assistência social é uma actividade profissional de campo e se este caso chegou a este estado de pura incongruência é porque os pareceres da Protecção de Menores e Assistência Social não foi profissional nem competente.

É hora de mudar!

Basta de erros, de lapsos, de esquecimentos, ...

É hora dessa gente perceber que esses erros dão sempre resultado a morte ou violações!


Mais uma vez digo amigo Cervantes - Conte comigo!

Não vou a cavalo porque o meu ainda é bem pequenote mas vou de carro e garantidamente que ajudarei na mobilização!
Mais do que uma realidade mágica, uma Paixão! Viva o Cavalo dos Reis! Viva o nosso LUSITANO!

omega2
Ajudante de Monitor de Equitação
Mensagens: 82
Registado: sexta jan 30, 2004 9:30 pm
Localização: Entroncamento

...

#4 Mensagem por omega2 » quarta fev 28, 2007 5:36 am

Eu concordo plenamente com a manifestação!! não pelo meu espirito ainda juvenilmente revolucionário, mas também por um sentimento de revolta por tudo o que está a acontecer!!!
teremos então que combinar isto.
O ponto de Encontro pode ser mesmo em Tomar, na sede da GNR?
assim eu estou cá pela zona e vou mexendo aqui os cordelinhos que posso...
vá, digam coisas!
saudações.
Ana Sousa
eles correm como o vento e teem a nobreza nas veias***

luis pedro
Mestre de Equitação
Mensagens: 1146
Registado: domingo mar 19, 2006 8:16 am

#5 Mensagem por luis pedro » quarta fev 28, 2007 9:23 am

Viva a justiça popular

Luis Pedro

Avatar do Utilizador
cervantes
Monitor de Equitação
Mensagens: 465
Registado: segunda dez 12, 2005 8:19 pm
Localização: Londres / Porto
Contacto:

#6 Mensagem por cervantes » quinta mar 01, 2007 6:58 am

Caro Luis,

Não se trata de Justiça Popular... nem tão pouco de Fafe (se assim fosse este assunto estava resolvido).

Sabe, andei alguns anos no "queima pestana" na Católica do Porto (o suficiente para que se fosse nos dias de hoje, com o tratado de Bolonha, já estaria licenciado - qualquer dia vou verificar as equivalências!), instituição onde tive alguns professores cujas afirmações marcam diariamente as sentenças judiciais e onde aprendi muito a ver o mundo...

Afastei-me das "lides" juridicas por opção. Por não ter "estomago" para o sentimnto de impotência, que no fundo determina a actividade dos homens bons ligados ao direito. Hoje, grande parte dos meus amigos, ou são Advogados, ou são profs. de Direito, ou estão no M.P. ou então são Juizes.

Pelo exposto estou à vontade para lhe dirigir estas palavras:

A indignação não é privilégio singular do nosso ex-PR, Dr. Mário Soares.

O Povo pode indignar-se e demonstra-lo pela manifestação pacifica. Trata-se de um direito Constitucional.

O "gozo" da sua afirmação leva-me a pensar que o meu bom amigo anda a passar muito tempo lá para os lados do "Técnico"... com patentes reformadas que julgam que ainda se encontram no "outro tempo".

... Não vá por aí!


Cts Cavaleiros,

Virgílio Cervantes

luis pedro
Mestre de Equitação
Mensagens: 1146
Registado: domingo mar 19, 2006 8:16 am

#7 Mensagem por luis pedro » sábado mar 03, 2007 7:41 am

Olá Cervantes,

Como sabe um dos problemas da justiça popular é não conhecer os factos na integra ou ter uma visão distorcida por se basear no "diz-se que...".

Creio que não tem conhecimento do processo, como a maioria dos Portuguêses, razão pela qual, o "puxar dos pergaminhos" (que afirma ter ou quase teve) não lhe dá nenhuma autoridade para absolver ou condenar.

Luis Pedro

omega2
Ajudante de Monitor de Equitação
Mensagens: 82
Registado: sexta jan 30, 2004 9:30 pm
Localização: Entroncamento

...

#8 Mensagem por omega2 » sábado mar 03, 2007 8:23 am

hey hey hey, esta troca de palavras soa me a "briga de cavalheiros"!
vá lá gentes, acho que estamos todos aqui por uma razão comum...
eles correm como o vento e teem a nobreza nas veias***

Miguel Santos
Sela 07 (estribo de prata)
Mensagens: 179
Registado: sexta jun 09, 2006 3:47 am
Localização: Leça da Palmeira / Porto

#9 Mensagem por Miguel Santos » sábado mar 03, 2007 7:05 pm

Amigo Luís Pedro,

Compreendo a sua posição, porém temos que convir que neste campo, protecção de menores, o nosso país está longe de ter boas referências. Atente que, teem vindo a ser assassinadas diversas crianças por erros semelhantes ao que está a ser cometido neste caso e por outro lado por falta de acção (ou competência) de algumas assistentes sociais que temos.
Há coisas que jamais se compreendem e neste caso não é necessário ser advogado para chegar a essa conclusão - o senso comum também sabe tirar as suas conlusões e amigo Luís, temos diversos episódios onde o senso comum tem a razão do seu lado. :wink:
Neste caso concreto, basta ter acompanhado um pouco todos os relatos e sobretudo entrevistas realizadas na comunicação social para chegarmos muito facilmente à conclusão de que os pratos da justiça neste caso específico foram muito mal distribuídos e estão a pendar para o lado errado. Existem inumeras incoerências cometidas por parte do pai biológico da criança mas que ninguém - que está a julgar o processo - inexplicavelmente percebeu! :shock: :roll:

Neste caso como em tantos outros os juízes apelam ao acordo! :evil: É tão simples para eles! Menos trabalhinho e mais um processo resolvido!!!! :wink:

Mas excluindo todos esses factos, como é que alguém pode estar preso por sequestro, quando existe um documento assinado pela mãe biológica que concede plenos poderes de adopção da criança ao Sarg. Luís e à esposa.

Amigo Luís infelizmente a justiça, a justiça Portuguesa, está longe de ser perfeita, digo-o com toda a certeza porque a minha família já foi vítima disso. Se existem bons profissionais de direito, que de facto existem e conheço alguns, outros há que literalmente não estão cientes das funções para as quais foram acreditadas e para os quais o juramento que fizeram não diz absolutamente nada...

Aliás chego a questionar-me, se não existisse justiça popular, será que o 25 de Abril tinha mesmo existido? :roll:
Mais do que uma realidade mágica, uma Paixão! Viva o Cavalo dos Reis! Viva o nosso LUSITANO!

luis pedro
Mestre de Equitação
Mensagens: 1146
Registado: domingo mar 19, 2006 8:16 am

#10 Mensagem por luis pedro » domingo mar 04, 2007 8:02 am

Olá Miguel,

Em Portugal temos a justiça que temos, não sei se pior ou não, são frequentes as noticias de casos, na Europa que nos serve de modelo, que cá não passariam de mais um exemplo de mau funcionamento da justiça ou de um qualquer outro organismo.

Parece haver algum consenso acerca do exagero na classificação do acto cometido - sequestro - e da medida preventiva aplicada atendendo a que o Sarg Luis é militar de carreira e como tal tem, concerteza, noção da gravidade de desertar, para além disso, faz hemodiálise (está sempre preso ao hospital).

O documento assinado pela mãe não tem qualquer valor legal e ainda bem pois de outro modo a venda de crianças tornar-se-ia fácil.

Claro que o 25 teria existido, ele não teve nada a haver com justiça popular, esta apenas serviu os interesses de alguns que assim puderam continuar na sombra.

Luis Pedro

Avatar do Utilizador
cervantes
Monitor de Equitação
Mensagens: 465
Registado: segunda dez 12, 2005 8:19 pm
Localização: Londres / Porto
Contacto:

#11 Mensagem por cervantes » domingo mar 04, 2007 9:20 am

Caro Luis,

Mais uma vez, estamos de acordo olhando o mesmo facto sob perspectivas diferentes. A medida de coação é EXCESSIVA, sendo o arguido ainda para mais sujeito às regras militares. E isso é o que está em causa. Não se trata de julgar na Praça pública, nem tão pouco de incentivar à justiça popular.

A Justiça deve SERVIR o Cidadão e ir ao encontro das suas expectativas.

Por vezes o legalmente estabelecido não o faz. Prova disso o ultimo referendo nacional em que o que esteve em questão foi a alteração de uma lei que contrariava a consciência colectiva.

A questão é apenas esta: O legalmente estabelecido NESTE CASO contraria o moralmente sentido pela CONSCIÊNCIA COLECTIVA.

Portugal, em termos de direito já bebe há muitos anos da jurisprudência alemã... e a cerveja a mais "faz barriga". É tempo para passarmos para outro tipo de bebida... que também não nos faça ir tantas vezes "à casa de banho".

... Digo eu.

Cts Cavaleiros,

Virgílio Cervantes

Responder

Voltar para “Feiras e Actividades”